Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2014 > 04 > Fórum debate saúde do trabalhador portuário

Infraestrutura

Fórum debate saúde do trabalhador portuário

Evento

Ação liderada pela Secretaria de Portos ainda tem objetivo de criar política pública sobre tema
por Portal Brasil publicado: 08/04/2014 17h52 última modificação: 30/07/2014 03h03

A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) recebe até  quarta-feira (9) o Fórum de Integração das Ações do Grupo de Trabalho de Saúde e Segurança do Trabalhador Portuário. O Ministério da Saúde e a Secretaria de Portos (Sep) organizam o evento, que conta com parceria da agência.

Nessa terça-feira (8), aconteceu a solenidade de abertura. Compuseram a mesa o superintendente de Portos da Antaq, José Ricardo Ruschel, o diretor do Departamento de Revitalização e Modernização Portuária da Sep, Antônio Maurício Ferreira, e o assessor da Coordenação-Geral da Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde, Roque Manoel.

Durante dois dias, representantes da Antaq, da Sep, do Ministério da Saúde, do Ministério do Trabalho e Emprego, Polícia Rodoviária Federal, da Anvisa, entre outros, discutirão temas relacionados à saúde do trabalhador portuário. Entre os assuntos das palestras estão: “Riscos à Saúde no Trabalho Portuário”; “Semana de Saúde do Homem”; “Planos de Contigência em Saúde”; e “Cobertura Previdenciária para o Trabalhador Portuário”.

A Secretaria de Portos lidera uma ação para tratar do tema “Saúde do Trabalhador Portuário” com vistas a articular uma política pública para o assunto. Por meio de parceria com o Ministério da Saúde, firmada em setembro de 2011 e com validade até novembro de 2015, a Sep está investigando as condições de saúde e de segurança dos trabalhadores portuários.

Para realizar esse diagnóstico, foi criado um grupo de trabalho formado por representantes, além da Sep e do Ministério da Saúde, dos ministérios da Previdência e Assistência Social, do Trabalho e Emprego, INSS, Antaq, Anvisa e Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

A articulação interinstitucional visa conhecer o perfil morbi-mortalidade dos trabalhadores portuários; coletar informações sobre o número de trabalhadores e empresas envolvidas na atividade portuária, bem como os procedimentos administrativos que regem essa relação; investigar os fatores determinantes de agravos à saúde e segurança dos trabalhadores portuários; e identificar os serviços de saúde acessados; dimensionar uma unidade de referência em atenção à saúde do trabalhador, a partir do conhecimento das condições de trabalho, saúde e dos serviços de saúde acessados.

A intenção é de que a avaliação alcance todo o sistema portuário brasileiro. Numa primeira etapa, a Sep e o Ministério da Saúde realizarão levantamento de dados sobre as doenças e os acidentes nas diferentes categorias profissionais que compõem a atividade portuária. Na segunda fase, serão feitas visitas técnicas, oficinas e entrevistas com os trabalhadores para conhecimento das atividades de trabalho e a investigação de fatores que estejam determinando o adoecimento dos trabalhadores.

Numa avaliação preliminar, as principais situações observadas foram: uso de álcool e drogas, inclusive durante a jornada de trabalho; maquinário pesado – risco de esmagamento ou de amputação de partes do corpo (mãos e dedos, sobretudo); trabalho em altura – necessidade de equipamento de segurança; riscos advindos do tipo de carga com o qual trabalha; e escassez de dados sobre acidentes de trabalho e sobre saúde do trabalhador portuário. 

Fonte:
Agência Nacional de Transportes Aquaviários 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Rodovia do Contorno é inaugurada após 22 anos de obra
Ministro da Secretaria-geral da Presidência, Moreira Franco, inaugura Rodovia do Contorno, em Volta Redonda (RJ), após 22 anos de obras. A Inauguração da rodovia faz parte do Programa Avançar
Nova habilitação será cartão com chip para facilitar vida do motorista
O documento vai ser parecido com um cartão de banco, com chip. A troca para o novo modelo vai ser gradual, motoristas já aprovam a novidade
Geysa Maria realizou o sonho da casa própria em Americana (SP)
Após 15 anos, Geysa Maria Moreira finalmente realizou o sonho da casa própria. Seu apartamento, localizado em Americana (SP), foi entregue na manhã deste sábado (2) pelo presidente da República, Michel Temer. O Governo do Brasil trabalha não só pra Geysa, mas para todos os brasileiros.
Ministro da Secretaria-geral da Presidência, Moreira Franco, inaugura Rodovia do Contorno, em Volta Redonda (RJ), após 22 anos de obras. A Inauguração da rodovia faz parte do Programa Avançar
Rodovia do Contorno é inaugurada após 22 anos de obra
O documento vai ser parecido com um cartão de banco, com chip. A troca para o novo modelo vai ser gradual, motoristas já aprovam a novidade
Nova habilitação será cartão com chip para facilitar vida do motorista
Após 15 anos, Geysa Maria Moreira finalmente realizou o sonho da casa própria. Seu apartamento, localizado em Americana (SP), foi entregue na manhã deste sábado (2) pelo presidente da República, Michel Temer. O Governo do Brasil trabalha não só pra Geysa, mas para todos os brasileiros.
Geysa Maria realizou o sonho da casa própria em Americana (SP)

Governo digital