Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2014 > 07 > Anac autua concessionária de Viracopos por atraso em obras

Infraestrutura

Anac autua concessionária de Viracopos por atraso em obras

Transporte aéreo

Relatórios de inspeção técnica realizadas em maio identifica descumprimento do prazo de realização de reformas de ampliação
por Portal Brasil publicado: 23/07/2014 18h31 última modificação: 23/07/2014 18h31

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) autuou a concessionárias Aeroportos Brasil - Viracopos S/A, responsável pela administração do terminal aeroportuário de Campinas (SP), pelo descumprimento do prazo de entrega de ampliações previstas no 1º ciclo de investimentos (Fase I-B) do contrato de concessão, cujo prazo foi encerrado em 11/05.

A autuação ocorreu após conclusão de relatórios de inspeção técnica realizadas em maio, quando foi verificado o descumprimento do prazo de realização dos itens contratuais 8.1 e 8.2 do Plano de Exploração Aeroportuária (PEA), previsto no Anexo 2 do contrato.

Agora, a concessionária terá 20 dias, após o recebimento, para apresentar sua defesa para agência que, após análise, decidirá sobre a aplicação de penalidade, definindo o valor da multa. O trâmite processual segue o que está previsto na Lei nº. 9.784/1999, pela qual o autuado tem direito de defesa na primeira e na segunda instância, ainda na esfera administrativa. 

A concessionária apresentou à Anac novo cronograma de obras que prevê a conclusão dos investimentos em três etapas, sendo o mês de dezembro o prazo final indicado pela concessionária.

Fonte:
Agência Nacional de Aviação Civil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Fundo de R$ 10 bilhões promoverá concessões municipais
Programa vai ajudar municípios a melhorar serviços de iluminação pública, água, esgoto e asfalto
Terminal portuário do RJ é arrematado por R$ 1,18 mi
O consórcio Maravilha, formado pelas empresas Bunge Alimentos S.A. e M Dias Branco Indústria e Comércio de Alimentos, foi o vencedor do leilão do terminal de trigo, localizado dentro do Porto Organizado do Rio de Janeiro
Novas regras do Minha Casa Minha Vida ampliarão acesso ao programa
A meta do Ministério das Cidades é contratar, ainda este ano, 100 mil novas unidades habitacionais do programa
Programa vai ajudar municípios a melhorar serviços de iluminação pública, água, esgoto e asfalto
Fundo de R$ 10 bilhões promoverá concessões municipais
O consórcio Maravilha, formado pelas empresas Bunge Alimentos S.A. e M Dias Branco Indústria e Comércio de Alimentos, foi o vencedor do leilão do terminal de trigo, localizado dentro do Porto Organizado do Rio de Janeiro
Terminal portuário do RJ é arrematado por R$ 1,18 mi
A meta do Ministério das Cidades é contratar, ainda este ano, 100 mil novas unidades habitacionais do programa
Novas regras do Minha Casa Minha Vida ampliarão acesso ao programa

Últimas imagens

Empresa que mais levou lotes foi a Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (CTEEP)
Empresa que mais levou lotes foi a Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (CTEEP)
Divulgação/Governo do Espírito Santo
Além disso, beneficiados terão acesso a escolas, creche e posto de saúde nas proximidades das moradias
Além disso, beneficiados terão acesso a escolas, creche e posto de saúde nas proximidades das moradias
Foto: Bruno Peres/Ministério das Cidades
Nas próximas semanas, o governo da Paraíba reforçará captações para levar água a mais 17 cidades
Nas próximas semanas, o governo da Paraíba reforçará captações para levar água a mais 17 cidades
Foto: Orlando Telles/Ministério da Integração
Implementação dos projetos está prevista para Acre, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Santa Catarina
Implementação dos projetos está prevista para Acre, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Santa Catarina
Foto: Gleilson Miranda/Governo do Acre
A Rede Teca da Infraero conta com complexos logísticos em todas as regiões do Brasil
A Rede Teca da Infraero conta com complexos logísticos em todas as regiões do Brasil
Divulgação/Infraero

Governo digital