Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2014 > 08 > Entenda como a energia elétrica chega à sua casa

Infraestrutura

Entenda como a energia elétrica chega à sua casa

Distribuição

Independentes, as distribuidoras garantem o elo entre o setor elétrico e a sociedade
por Portal Brasil publicado: 05/08/2014 17h23 última modificação: 05/08/2014 19h13
Divulgação Energia chega a 99% dos municípios brasileiros

Energia chega a 99% dos municípios brasileiros

O sistema de distribuição de energia elétrica no Brasil é regulado por resoluções da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), as quais, por sua vez, se orientam pelas diretrizes estabelecidas nas leis aprovadas pelo Congresso Nacional e nos decretos estabelecidos pelo Executivo Federal.

Antes da privatização do setor, no início dos anos 2000, as empresas eram verticalizadas e não havia separação dos negócios da cadeia produtiva (geração, transmissão e distribuição). Hoje independentes, as distribuidoras são o elo entre o setor elétrico e a sociedade: essas instalações recebem das companhias de transmissão a maior parte do suprimento de energia elétrica destinado ao abastecimento do País. 

O documento denominado Procedimentos de Distribuição (Prodist) dispõe disciplinas, condições, responsabilidades e penalidades relativas à conexão, planejamento da expansão, operação e medição de energia elétrica. Estabelece ainda critérios e indicadores de qualidade para consumidores e produtores, distribuidores e agentes importadores e exportadores de energia. 

A conexão e o atendimento ao consumidor do ambiente regulado são realizados pelas distribuidoras de energia. Além delas, as cooperativas de eletrificação rural, entidades de pequeno porte, distribuem energia elétrica exclusivamente para seus associados. 

A energia distribuída é a energia efetivamente entregue aos consumidores conectados à rede elétrica de uma determinada empresa de distribuição. Essa rede pode ser aérea, suportada por postes ou por dutos subterrâneos. O setor privado é responsável por 67% da energia distribuída no País. Os sistemas de energia elétrica no Brasil incluem todas as redes e linhas que operam em tensão inferior a 230 mil volts, seja em alta, média ou baixa ou tensão. 

Inovações 

As contas de energia no Brasil serão submetidas ao sistema de bandeiras tarifárias a partir de 2015. Bandeiras nas cores amarela e vermelha, indicando condições de geração de energia menos favoráveis e desfavoráveis, respectivamente, resultarão em acréscimos de valores nas tarifas.

A bandeira verde, terceira opção prevista pelo sistema, representa condição favorável de geração e, por consequência, não exige adição de valores nos boletos de energia.

Para facilitar a compreensão das bandeiras tarifárias,a Aneel divulga em caráter educativo mês a mês as bandeiras que estariam em funcionamento entre os anos de 2013 e 2014.

 Além disso, as distribuidoras de energia divulgarão, na conta de energia, a simulação da aplicação das bandeiras para o subsistema de sua região. O consumidor poderá compreender então qual bandeira estaria valendo no mês atual, se as bandeiras tarifárias já estivessem em funcionamento.

 Acesse mais informações sobre as bandeiras tarifárias.

Fontes:

Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel)
Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee)
Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE)

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Cisternas nas Escolas
Conheça o projeto Cisternas nas Escolas, que vai levar 5 mil cisternas às escolas do semiárido brasileiro. Arnoldo de Campos, secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS explica o projeto.
Governo dará suporte contra a crise hídrica em áreas urbanas
Deliberação foi feita nesta quarta (1º) durante reunião interministerial do Grupo de Segurança Hídrica. Ações são direcionadas para o Nordeste
Bandeira das tarifas de energia de abril será vermelha
Na prática, classificação significa que os consumidores terão um custo extra des R$ 5,50 a cada 100 kWh consumidos
Conheça o projeto Cisternas nas Escolas, que vai levar 5 mil cisternas às escolas do semiárido brasileiro. Arnoldo de Campos, secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS explica o projeto.
Cisternas nas Escolas
Deliberação foi feita nesta quarta (1º) durante reunião interministerial do Grupo de Segurança Hídrica. Ações são direcionadas para o Nordeste
Governo dará suporte contra a crise hídrica em áreas urbanas
Na prática, classificação significa que os consumidores terão um custo extra des R$ 5,50 a cada 100 kWh consumidos
Bandeira das tarifas de energia de abril será vermelha

Últimas imagens

Açude foi construído ainda no século 19 a pedido do Governo Imperial para combater seca dos anos de 1877/79
Açude foi construído ainda no século 19 a pedido do Governo Imperial para combater seca dos anos de 1877/79
Divulgação/Dnocs
Empreendimento localizado em Canoas (RS) operava em ciclo simples com potência instalada de 161 MW
Empreendimento localizado em Canoas (RS) operava em ciclo simples com potência instalada de 161 MW
Divulgação/ Petrobras
Projeto de Iracema - Sapeaçu e subestações associadas prevê 1.854,51 km de linhas de transmissão ao País
Projeto de Iracema - Sapeaçu e subestações associadas prevê 1.854,51 km de linhas de transmissão ao País
Divulgação/ Ibama
Sistema de Bandeiras Tarifárias apresentam, de maneira didática, ao consumidor custos da energia em função das condições de geração
Sistema de Bandeiras Tarifárias apresentam, de maneira didática, ao consumidor custos da energia em função das condições de geração
Divulgação/ Aneel
Programa socioambiental desenvolvido no interior do Paraná garante ao Brasil uma premiação inédita
Programa socioambiental desenvolvido no interior do Paraná garante ao Brasil uma premiação inédita
Divulgação/Itaipu

Governo digital