Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2014 > 09 > Novo aeroporto paulista deve ajudar a desafogar Congonhas

Infraestrutura

Novo aeroporto paulista deve ajudar a desafogar Congonhas

Alternativa

Ministro lança, em São Roque, pedra fundamental de empreendimento privado autorizado a operar aviação executiva
por Portal Brasil publicado: 03/09/2014 11h22 última modificação: 03/09/2014 11h22
Divulgação/Aviação Civil Ministro Moreira Franco (de gravata vermelha) durante o lançamento da pedra fundamental do Aeroporto Executivo Catarina

Ministro Moreira Franco (de gravata vermelha) durante o lançamento da pedra fundamental do Aeroporto Executivo Catarina

O ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, lançou na terça-feira (2) a pedra fundamental do novo aeroporto da região metropolitana de São Paulo. O Aeroporto Executivo Catarina, em São Roque, a 30 minutos da capital paulista, deverá ajudar a desafogar os aeroportos de Congonhas e Campo de Marte, que hoje concentram a movimentação da aviação geral.

Catarina é um dos sete aeroportos já autorizados pela SAC (Secretaria de Aviação Civil) para operar como terminais de uso público. Por essa modalidade de outorga, eles poderão receber voos da aviação geral com cobrança de tarifa. Os outros aeroportos estão localizados em João Pessoa (PB), Búzios (RJ) e Igarassu (PE), além de Caçapava, no interior de São Paulo, São Roque e a própria capital paulista.

“A presidenta Dilma permitiu que autorizássemos aeroportos privados para a aviação geral. Entramos em contato com outros empreendedores para criar aeroportos dessa natureza e analisamos pedidos de outros empreendimentos. Temos a necessidade dessa especificidade, afinal somos a segunda frota de aviações executivos do mundo”, disse o ministro. A modalidade de outorga por autorização foi criada por decreto presidencial em dezembro de 2012.

“Tenho solicitado aos governadores que procurem áreas para a instalação de futuros aeroportos, para que desenvolvamos a aviação geral. Hoje, a maioria de nossos aeroportos fica em grandes cidades. Eles eram distantes, mas as cidades cresceram. Há casos em que o muro do aeroporto é o da própria casa de um morador, como em Teresina. A dica é buscar áreas que não estejam nas partes adensadas das regiões metropolitanas, principalmente por questões de segurança”, explicou Moreira Franco.

Segundo o ministro, além de aliviar o estresse dos aeroportos da capital, o empreendimento de São Roque ajudará a levar investimentos e novos negócios à região. Moreira Franco afirmou, ainda, que um aeroporto com essas características, na Região Metropolitana de São Paulo, terá de ser internacional. “Vai dar mais competitividade e desenvoltura às operações aéreas.” A empresa JHSF, dona do aeroporto, estima que a obra vá gerar 5.000 empregos diretos e indiretos, com aproveitamento da mão de obra local.

“A modalidade de autorização é válida somente para aeroportos voltados à aviação geral. O investimento, o risco e a operação ficam sob a responsabilidade do setor privado”, explicou Rogério Coimbra, secretário de Política Regulatória da SAC.

No caso do Aeroporto Executivo Catarina, após a publicação do decreto de 2012, a construtora protocolou um pedido de autorização para construir o aeroporto. E, a partir dali, partiu para obter as licenças ambientas. “Algumas coisas são fiscalizadas até depois do aeroporto ficar pronto. Mas temos boas perspectivas de ser um projeto bem-sucedido, com aeronaves de aviação geral de grande porte. A pista terá comprimento e largura adequados”, afirmou Coimbra.

Fonte:
Aviação Civil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Campanha busca prevenir acidentes entre caminhoneiros
Ministério do Trabalho realizou campanha Abril Verde com objetivo de impedir acidentes de trabalho em transportes terrestres
Fundo de R$ 10 bilhões promoverá concessões municipais
Programa vai ajudar municípios a melhorar serviços de iluminação pública, água, esgoto e asfalto
Novas regras do Minha Casa Minha Vida ampliarão acesso ao programa
A meta do Ministério das Cidades é contratar, ainda este ano, 100 mil novas unidades habitacionais do programa
Ministério do Trabalho realizou campanha Abril Verde com objetivo de impedir acidentes de trabalho em transportes terrestres
Campanha busca prevenir acidentes entre caminhoneiros
Programa vai ajudar municípios a melhorar serviços de iluminação pública, água, esgoto e asfalto
Fundo de R$ 10 bilhões promoverá concessões municipais
A meta do Ministério das Cidades é contratar, ainda este ano, 100 mil novas unidades habitacionais do programa
Novas regras do Minha Casa Minha Vida ampliarão acesso ao programa

Últimas imagens

Empresa que mais levou lotes foi a Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (CTEEP)
Empresa que mais levou lotes foi a Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (CTEEP)
Divulgação/Governo do Espírito Santo
Além disso, beneficiados terão acesso a escolas, creche e posto de saúde nas proximidades das moradias
Além disso, beneficiados terão acesso a escolas, creche e posto de saúde nas proximidades das moradias
Foto: Bruno Peres/Ministério das Cidades
Nas próximas semanas, o governo da Paraíba reforçará captações para levar água a mais 17 cidades
Nas próximas semanas, o governo da Paraíba reforçará captações para levar água a mais 17 cidades
Foto: Orlando Telles/Ministério da Integração
Implementação dos projetos está prevista para Acre, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Santa Catarina
Implementação dos projetos está prevista para Acre, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Santa Catarina
Foto: Gleilson Miranda/Governo do Acre
A Rede Teca da Infraero conta com complexos logísticos em todas as regiões do Brasil
A Rede Teca da Infraero conta com complexos logísticos em todas as regiões do Brasil
Divulgação/Infraero

Governo digital