Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2014 > 11 > Leilão de energia de reserva contrata 1.658,8 MW de potência

Infraestrutura

Leilão de energia de reserva contrata 1.658,8 MW de potência

Prestação de Serviço

Investimentos total é de R$ 7,1 bilhões. Prazo dos contratos é de vinte anos, com início em outubro de 2017
por Portal Brasil publicado: 01/11/2014 12h14 última modificação: 01/11/2014 12h14

O Leilão para Contratação de Energia de Reserva, realizado nessa sexta-feira (31) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), resultou na contratação de 62 projetos de geração.

Dos projetos, 31 são de geração a partir de fonte solar, com capacidade instalada total de 889,7 megawatts (MW), e 31 de geração de energia elétrica a partir de fonte eólica, com capacidade instalada total de 769,1 megawatts (MW) de potência. Os investimentos previstos são da ordem de R$ 7,1 bilhões.

O destaque do certame foi a negociação inédita de energia proveniente de empreendimentos de fonte solar, representando a viabilização de mais uma fonte de energia limpa e renovável por meio dos Leilões de Energia no Ambiente Regulado.

A energia contratada vai compor reserva de capacidade de geração e o prazo dos contratos será de vinte anos, com início de suprimento a partir de 1º de outubro de 2017.

O preço médio da energia contratada no leilão foi de R$ 169,82/MWh, alcançando um deságio médio de 9,94%.

As usinas serão instaladas nos estados de Bahia (30), Ceará (2), Goiás (1), Minas Gerais (3), Paraíba (1), Pernambuco (3), Piauí (3), Rio Grande do Norte (10) e São Paulo (9).

Fonte:
Ministério de Minas e Energia

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo federal investe R$ 30 bilhões para combater a seca no nordeste brasileiro
Só com o projeto de Integração do Rio São Francisco, cerca de 12 milhões de pessoas serão beneficiadas
Projeto de Integração do Rio São Francisco vai beneficiar 12 milhões de pessoas
Orçadas em R$ 9,6 bilhões, as obras, com 477 quilômetros, estão em fase final nos eixos norte e leste. O projeto é uma prioridade do governo federal e passa pelos estados do Ceará, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte
Minha Casa Minha Vida beneficia 5 mil pessoas no município de Mogi Guaçu
O programa Minha Casa Minha Vida beneficiou cerca de 5 mil pessoas da cidade de Mogi Guaçu (SP). Os investimentos do governo federal, na obra, são da ordem de R$ 119 milhões
Só com o projeto de Integração do Rio São Francisco, cerca de 12 milhões de pessoas serão beneficiadas
Governo federal investe R$ 30 bilhões para combater a seca no nordeste brasileiro
Orçadas em R$ 9,6 bilhões, as obras, com 477 quilômetros, estão em fase final nos eixos norte e leste. O projeto é uma prioridade do governo federal e passa pelos estados do Ceará, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte
Projeto de Integração do Rio São Francisco vai beneficiar 12 milhões de pessoas
O programa Minha Casa Minha Vida beneficiou cerca de 5 mil pessoas da cidade de Mogi Guaçu (SP). Os investimentos do governo federal, na obra, são da ordem de R$ 119 milhões
Minha Casa Minha Vida beneficia 5 mil pessoas no município de Mogi Guaçu

Últimas imagens

Aguadas já existentes e as previstas têm volume de acumulação entre 7m³ e 21m³
Aguadas já existentes e as previstas têm volume de acumulação entre 7m³ e 21m³
Divulgação/Codevasf
MI também garantiu a Cruzeiro do Sul (AC) o atendimento da população atingida com kits de ajuda humanitária
MI também garantiu a Cruzeiro do Sul (AC) o atendimento da população atingida com kits de ajuda humanitária
Divulgação/MI
Campos marítimos produziram 94,5% do petróleo e 76,9% do gás natural desse total
Campos marítimos produziram 94,5% do petróleo e 76,9% do gás natural desse total
Divulgação/MME
Convênios irão garantir acesso a água e condições de trafegabilidade a mais de 59 mil pessoas
Convênios irão garantir acesso a água e condições de trafegabilidade a mais de 59 mil pessoas
Frederico Celente/Codevasf
Governo trabalha para melhorar a distribuição do excedente produzido pelas fontes renováveis
Governo trabalha para melhorar a distribuição do excedente produzido pelas fontes renováveis
Divulgação/Itaipu Binacional

Governo digital