Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2015 > 01 > Balanço da Anac aponta 7,7% de voos atrasados durante a manhã

Infraestrutura

Balanço da Anac aponta 7,7% de voos atrasados durante a manhã

Transporte aéreo

Agência de aviação civil informa que houve índice de cancelamento de 19% no período aputado entre 6h e 9h da manhã
por Portal Brasil publicado: 22/01/2015 16h36 última modificação: 22/01/2015 16h36

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informa que os percentuais de atrasos e cancelamentos apurados entre 6h e 9h da manhã foram de 7,7% de atrasos e 19% de cancelamentos.

As empresas aéreas e os operadores aeroportuários acionaram seus planos de contingência e estão readequando suas malhas aéreas para evitar maiores transtornos aos passageiros, segundo a agência de aviação civil.

A diretoria da agência está mobilizada monitorando a situação da malha aérea e os eventuais impactos nas operações.

O acompanhamento feito pela Anac busca manter os níveis de segurança de voo e da qualidade de serviço oferecido aos passageiros.

Consulte o boletim divulgado pela Anac na manhã desta quinta-feira (22).

Direitos do passageiro

A Anac fiscalizará a prestação de assistência aos passageiros pelas companhias aéreas, conforme dispõe a Resolução nº 141/2010 da Anac.

Pela norma, é dever da companhia aérea informar aos passageiros sobre atrasos e cancelamentos de voo e o motivo.

Além disso, a companhia deve oferecer facilidade de comunicação (ligação telefônica, Internet e outros) para atrasos superiores a 1 (uma) hora; alimentação adequada para atrasos superiores a 2 (duas) horas, e acomodação em local adequado, traslado e, quando necessário, serviço de hospedagem, para atrasos superiores a 4 (quatro) horas.

Nos casos de preterição, o transportador deverá procurar por passageiros que se voluntariem para embarcar em outro voo mediante o oferecimento de compensações, além de assegurar o direito a receber assistência material, conforme prevê a Resolução n° 141/2010.

Considerando a participação de aeroviários na paralisação, a Anac acionou os operadores aeroportuários e recomendou um reforço na prestação de informação aos passageiros nos aeroportos.

Caso o passageiro se sinta prejudicado ou tenha seus direitos desrespeitados, deve procurar a empresa aérea contratada para reivindicar seus direitos como consumidor.

Se as tentativas de solução do problema pela empresa não apresentarem resultado, o usuário poderá encaminhar a demanda à Anac, aos órgãos de defesa do consumidor e ao Poder Judiciário. Descumprimento à resolução pode gerar multa de R$ 4 mil a R$ 10 mil por infração, por passageiro.

Além disso, a agência possui canais de comunicação destinados a receber manifestações pelo site (Fale com a Anac) ou pelo telefone 0800 725 4445 (que funciona 24 horas, sete dias por semana, inclusive com atendimento em inglês e espanhol).

Fonte:
Agência Nacional de Aviação Civil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Leilões e concessões incentivam setor portuário em 2017
Portos são responsáveis por 85% do escoamento da produção para o comércio exterior
Fundo da Marinha Mercante financia 74 embarcações
Ao longo de 2017, medidas impulsionaram escoamento da produção brasileira pelo norte do País
Programa Agora é avançar retoma obras para melhoria do transporte público em Aracaju
Ao todo, iniciativa vai retomar 7 mil obras paralisadas em todo o País
Portos são responsáveis por 85% do escoamento da produção para o comércio exterior
Leilões e concessões incentivam setor portuário em 2017
Ao longo de 2017, medidas impulsionaram escoamento da produção brasileira pelo norte do País
Fundo da Marinha Mercante financia 74 embarcações
Ao todo, iniciativa vai retomar 7 mil obras paralisadas em todo o País
Programa Agora é avançar retoma obras para melhoria do transporte público em Aracaju

Governo digital