Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2015 > 01 > Ministério da Integração presta esclarecimentos sobre reconhecimento de emergência

Infraestrutura

Ministério da Integração presta esclarecimentos sobre reconhecimento de emergência

Defesa civil

Atualmente, 936 cidades estão com reconhecimento federal vigente por situação de emergência devido a seca ou estiagem
por Portal Brasil publicado: 22/01/2015 18h09 última modificação: 22/01/2015 18h09

Em nota publicada nesta quinta-feira (22), o Ministério da Integração Nacional presta esclarecimentos sobre o reconhecimento de estado de emergência.

Atualmente, 936 cidades estão com reconhecimento federal vigente por situação de emergência devido a seca ou estiagem, de acordo com a pasta. Confirma o comunicado na íntegra:

"Em virtude das recentes reportagens publicadas na imprensa, o Ministério da Integração Nacional esclarece que:

  •  Situação de emergência é situação anormal, provocada por desastres, causando danos e prejuízos que impliquem o comprometimento parcial da capacidade de resposta do poder público do ente atingido, ou seja, o ente ainda tem capacidade de auxiliar na resposta;
  •  Estado de calamidade pública é situação anormal, provocada por desastres, causando danos e prejuízos que impliquem o comprometimento substancial da capacidade de resposta do poder público do ente atingido, ou seja, o ente não tem nenhuma capacidade de responder.

O reconhecimento da situação de emergência ou do estado de calamidade pública, por meio de decreto da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) do Ministério da Integração Nacional, permite ao ente (estado, Distrito Federal ou cidade) solicitar recursos da União para ações de socorro, assistência às vítimas, restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução.

No momento, 936 cidades estão com reconhecimento federal vigente por situação de emergência devido a seca ou estiagem. O número refere-se ao período de 2014 a 22 de janeiro de 2015. 

A cidade só pode solicitar o reconhecimento federal após decretar situação de emergência ou estado de calamidade pública - o decreto tem validade de 180 dias. Caso a situação persista, o município pode publicar novo decreto e solicitar novamente o reconhecimento federal. 

O fato de um ente decretar situação de emergência ou calamidade pública por seca ou estiagem não pressupõe que haja necessariamente racionamento de água na localidade. Portanto, é equivocado afirmar que esses 936 cidades brasileiras estão perto de anunciarem racionamento de água com base no reconhecimento federal."

Fonte:
Ministério da Integração Nacional

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo anuncia recursos nas áreas de habitação e saneamento no Rio de Janeiro
O estado do Rio de Janeiro receberá investimentos nas áreas de habitação, contenção de encostas e saneamento
Cadastramento biométrico vai aumentar a segurança na transmissão de dados
Termo de Cooperação assinado pelo Departamento Nacional de Trânsito vai aumentar a segurança na transmissão de dados e otimizar recursos
Novas regras vão facilitar embarque e desembarque em aeroportos
Governo elabora conjunto de orientações para eliminar os obstáculos e reduzir o tempo de espera no embarque e desembarque nos aeroportos
O estado do Rio de Janeiro receberá investimentos nas áreas de habitação, contenção de encostas e saneamento
Governo anuncia recursos nas áreas de habitação e saneamento no Rio de Janeiro
Termo de Cooperação assinado pelo Departamento Nacional de Trânsito vai aumentar a segurança na transmissão de dados e otimizar recursos
Cadastramento biométrico vai aumentar a segurança na transmissão de dados
Governo elabora conjunto de orientações para eliminar os obstáculos e reduzir o tempo de espera no embarque e desembarque nos aeroportos
Novas regras vão facilitar embarque e desembarque em aeroportos

Últimas imagens

Cerca de 2 mil pessoas foram beneficiadas com a entrega das unidades habitacionais, avaliadas em R$ 56 mil cada. O empreendimento custou, no total, R$ 28,2 milhões
Cerca de 2 mil pessoas foram beneficiadas com a entrega das unidades habitacionais, avaliadas em R$ 56 mil cada. O empreendimento custou, no total, R$ 28,2 milhões
Foto: Bruno Peres/Ministério das Cidades
Em 2016, foram transportadas 84,6 milhões de toneladas de cargas pelas hidrovias interiores
Em 2016, foram transportadas 84,6 milhões de toneladas de cargas pelas hidrovias interiores
Danilo Borges/Ministério dos Transportes
Segundo ministro, até o fim do primeiro semestre de 2018, as águas estarão na última estrutura do Eixo Norte
Segundo ministro, até o fim do primeiro semestre de 2018, as águas estarão na última estrutura do Eixo Norte
Arquivo/PAC
A previsão para o ano de 2017 é de que a demanda total de energia deve crescer cerca de 1,5%
A previsão para o ano de 2017 é de que a demanda total de energia deve crescer cerca de 1,5%
Foto: Vanderlei Tacchio/Eletrosul

Governo digital