Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2016 > 01 > Brasil sobe 5 posições em ranking mundial eólico

Infraestrutura

Brasil sobe 5 posições em ranking mundial eólico

Energia elétrica

Segundo boletim do Ministério de Minas e Energia, o Brasil está liderando a corrida mundial, com um fator de capacidade de 37% em 2014, uma vez e meia o indicador mundial
por Portal Brasil publicado: 03/01/2016 10h00 última modificação: 20/01/2016 17h05
Foto: Governo do RS Nos próximos anos, o resultado deverá ser ainda melhor, pois empreendimentos iniciados em 2015 estão obtendo fatores de capacidade cada vez mais altos

Nos próximos anos, o resultado deverá ser ainda melhor, pois empreendimentos iniciados em 2015 estão obtendo fatores de capacidade cada vez mais altos

O Brasil subiu para a quarta posição no ranking mundial de expansão de potência na energia eólica em 2014. Também saltou cinco posições no ranking mundial de capacidade instalada. Agora, ocupa o 10º lugar em geração, tendo sido o 15º em 2013. Os dados integram o boletim “Energia Solar no Brasil e no Mundo – Ano de Referência – 2014”, produzido pelo Ministério de Minas e Energia.

Já no quesito eficiência, o Brasil está liderando a corrida mundial, conseguindo um fator de capacidade de 37% em 2014, uma vez e meia o indicador mundial. Nos próximos anos, o resultado deverá ser ainda melhor, pois empreendimentos iniciados em 2015 estão obtendo fatores de capacidade cada vez mais altos. Esse indicador vem aumentando significativamente em razão dos avanços tecnológicos em materiais e do porte das instalações das usinas geradoras de energia eólica.

O Brasil já contratou 16,6 Gigawatts (GW) de energia eólica em leilões, aí incluídos 1,4 GW  do Programa de Incentivo às Fontes Alternativas (Proinfa). Desse montante, 6,9 GW já estavam em operação em novembro de 2015; 3,6 GW estavam em construção; e 6,2 GW em preparação.

No mundo, a Dinamarca apresenta a maior proporção de geração eólica em relação à geração total do país, de 41,4%. Em Portugal, a proporção é de 23,3%; na Irlanda, é de 20%; e na Espanha, de 19,1%. Nos demais países, a proporção fica abaixo de 10%.

No Brasil, em 2014, o  Ceará estava à frente, apresentando a maior proporção na geração eólica brasileira, de 30,9%, seguido pelo Rio Grande do Norte (30,8%) e Bahia (15,4%). Destaque-se o expressivo fator de capacidade instalada de geração do Ceará em 2014: 43,5%.

Expansão

A capacidade instalada eólica brasileira deverá chegar a 24 GW em 2024, conforme o Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE 2024). O Nordeste vai ter 45% da sua energia gerada pelos ventos em 2024 (21 GW de fonte eólica). Considerando-se  também a energia solar, o indicador deverá chegar a 50%. A perspectiva é de que as fontes solar e eólica tornarão a região Nordeste exportadora de energia elétrica em dez anos, frente à situação de equilíbrio, verificada em 2014.

Fonte: MME

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Porto de Itaqui é o sexto mais movimentado do Brasil
O governo investiu R$ 70 milhões no Berço 108 do Porto de Itaqui, que é a porta de entrada de boa parte do combustível importado pelo Brasil
Nova lei traz mudanças para o Código de Trânsito Brasileiro
Diretor do Denatran destaca as três principais, entre elas, o Sistema de Notificação Eletrônico.
Diretor do Denatran faz balanço da Operação Rodovida
Operação é feita para prevenir e evitar acidentes nas rodovias federais durante os feriados de fim e início de ano
O governo investiu R$ 70 milhões no Berço 108 do Porto de Itaqui, que é a porta de entrada de boa parte do combustível importado pelo Brasil
Porto de Itaqui é o sexto mais movimentado do Brasil
Diretor do Denatran destaca as três principais, entre elas, o Sistema de Notificação Eletrônico.
Nova lei traz mudanças para o Código de Trânsito Brasileiro
Operação é feita para prevenir e evitar acidentes nas rodovias federais durante os feriados de fim e início de ano
Diretor do Denatran faz balanço da Operação Rodovida

Últimas imagens

Ações de fornecimento são importantes para a sobrevivência das famílias
Ações de fornecimento são importantes para a sobrevivência das famílias
Divulgação/Codevasf
A taxa máxima de embarque internacional, que era R$ 109,13, agora custa R$ 113,04
A taxa máxima de embarque internacional, que era R$ 109,13, agora custa R$ 113,04
Foto: divulgação/secretaria de Aviação Civil
Refrota atende à Política Nacional e Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade Urbana
Refrota atende à Política Nacional e Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade Urbana
Foto: Hmenon Oliveira/Gov. do Distrito Federal
Montante vai impulsionar desenvolvimento regional e fomentar redes de arranjos produtivos locais
Montante vai impulsionar desenvolvimento regional e fomentar redes de arranjos produtivos locais
Divulgação/Governo do Pará
Alimentos são adquiridos dos agricultores familiares e entregues a pessoas em situação de insegurança alimentar
Alimentos são adquiridos dos agricultores familiares e entregues a pessoas em situação de insegurança alimentar
Divulgação/Conab

Governo digital