Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2016 > 02 > Caminhões de combate a incêndio revitalizam aeroportos regionais

Infraestrutura

Caminhões de combate a incêndio revitalizam aeroportos regionais

Segurança

O investimento ultrapassa R$160 milhões e vai beneficiar mais de dois milhões de pessoas
por Portal Brasil publicado: 16/02/2016 20h40 última modificação: 16/02/2016 20h40
Foto: SAC A infraestrutura de salvamento e de combate a incêndio no aeroporto deve estar em conformidade com o porte da aeronave utilizada

A infraestrutura de salvamento e de combate a incêndio no aeroporto deve estar em conformidade com o porte da aeronave utilizada

A chegada de novos carros de combate a incêndios permitirá que os aeroportos de Jaguaruna e Lages, em Santa Catarina, voltam a operar no próximo mês, informa a Secretaria de Aviação Civil (SAC). As aquisições Carros Contraincêndios (CCI) nos últimos dois anos, por compra direta, convênio e pela Infraero vão beneficiar mais de 80 municípios em todos os Estados.

Outros dois municípios receberão os equipamentos também em março - Goianá (MG) e Caxias do Sul (RS) - e, assim, poderão aumentar o número de voos e também o tamanho das aeronaves que recebem.

Eirunepé e Manicoré, no Amazonas, e Divinópolis (MG) já contam com caminhões de combate a incêndios desde o início deste ano. Barra do Garças (MT), Guanambi (BA) e Sorriso (MT) também retomaram a operação do aeroporto após a doação de CCIs, em 2015, e os aeródromos regionais de Santo Ângelo (RS), Vilhena (RO) e Bonito (MS) passaram a operar aeronaves maiores.

De acordo com normas nacionais, a infraestrutura de salvamento e de combate a incêndio no aeroporto deve estar em conformidade com o porte da aeronave utilizada, para que seus ocupantes possam ser plenamente atendidos no caso de acidentes.

Investimentos

O investimento ultrapassa R$160 milhões e vai beneficiar mais de dois milhões de pessoas. Só a SAC investiu R$ 78 milhões na compra direta de 53 caminhões contra incêndio que serão doados a 52 aeródromos regionais de norte a sul do País. Outros 24 CCIs foram adquiridos pela Infraero e mais 36 por meio de convênio da Secretaria com os Estados, totalizando 113 veículos.

“Além de assegurar a prevenção, salvamento e combate a incêndio em acidentes aeronáuticos, esses equipamentos contribuem para o desenvolvimento da infraestrutura aeroportuária na aviação regional melhorando a qualidade da gestão e garantindo um alto padrão de serviço para a população brasileira”, afirma o secretário de Aeroportos, Leonardo Cruz.

Tecnologia de Ponta

Os caminhões contraincêndio aeroportuário (AP-2 Fenix) estão entre os mais modernos do mercado. Cada um tem capacidade de armazenar 6,1 mil litros de água para produção de espuma e operação em qualquer terreno. O jato do canhão de teto lança, além de água e espuma, pó químico e alcança uma distância de 70 metros. O motor do veículo tem 440 cavalos, tração 4x4, e potência para atingir 80 quilômetros por hora em 35 segundos.

Capacitação

Por meio do Programa de Treinamento para Profissionais de Aeroportos Regionais (Treinar), a Secretaria já formou 1.040 profissionais para atuarem como bombeiros de aeródromos regionais desde 2013, quando o Programa foi criado. O objetivo dos cursos é formar bombeiros em atividades operacionais de prevenção, salvamento e combate a incêndio, além de proporcionar a continuidade e melhoria das operações e serviços aeroportuários.

Fonte: Secretaria de Aviação Civil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Brasil Sem Miséria - Programa Água para Todos
Brasil Sem Miséria - Programa Água para Todos
Cisternas nas Escolas
Conheça o projeto Cisternas nas Escolas, que vai levar 5 mil cisternas às escolas do semiárido brasileiro. Arnoldo de Campos, secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS explica o projeto.
Governo dará suporte contra a crise hídrica em áreas urbanas
Deliberação foi feita nesta quarta (1º) durante reunião interministerial do Grupo de Segurança Hídrica. Ações são direcionadas para o Nordeste
Brasil Sem Miséria - Programa Água para Todos
Brasil Sem Miséria - Programa Água para Todos
Conheça o projeto Cisternas nas Escolas, que vai levar 5 mil cisternas às escolas do semiárido brasileiro. Arnoldo de Campos, secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS explica o projeto.
Cisternas nas Escolas
Deliberação foi feita nesta quarta (1º) durante reunião interministerial do Grupo de Segurança Hídrica. Ações são direcionadas para o Nordeste
Governo dará suporte contra a crise hídrica em áreas urbanas

Últimas imagens

Nono dígito passa a valer a partir deste domingo (29)
Nono dígito passa a valer a partir deste domingo (29)
Foto: MCTI
O objetivo é criar mecanismos para universalizar a internet de alta velocidade, reforçar a infraestrutura de acesso e incentivar os investimentos no setor
O objetivo é criar mecanismos para universalizar a internet de alta velocidade, reforçar a infraestrutura de acesso e incentivar os investimentos no setor
Desde 2009, Programa já entregou mais de 2,6 milhões de moradias
Desde 2009, Programa já entregou mais de 2,6 milhões de moradias
Divulgação/Ministério das Cidades
Programa já alcançou 96% dos municípios brasileiros, 5.330 cidades diferentes
Programa já alcançou 96% dos municípios brasileiros, 5.330 cidades diferentes
Iano Andrade/Portal Brasil
Terceira fase do programa vai contratar mais 2 milhões de moradias, a serem construídas até 2018
Terceira fase do programa vai contratar mais 2 milhões de moradias, a serem construídas até 2018
Divulgação/Blog do Planalto

Governo digital