Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2016 > 02 > Caminhões de combate a incêndio revitalizam aeroportos regionais

Infraestrutura

Caminhões de combate a incêndio revitalizam aeroportos regionais

Segurança

O investimento ultrapassa R$160 milhões e vai beneficiar mais de dois milhões de pessoas
por Portal Brasil publicado: 16/02/2016 20h40 última modificação: 16/02/2016 20h40
Foto: SAC A infraestrutura de salvamento e de combate a incêndio no aeroporto deve estar em conformidade com o porte da aeronave utilizada

A infraestrutura de salvamento e de combate a incêndio no aeroporto deve estar em conformidade com o porte da aeronave utilizada

A chegada de novos carros de combate a incêndios permitirá que os aeroportos de Jaguaruna e Lages, em Santa Catarina, voltam a operar no próximo mês, informa a Secretaria de Aviação Civil (SAC). As aquisições Carros Contraincêndios (CCI) nos últimos dois anos, por compra direta, convênio e pela Infraero vão beneficiar mais de 80 municípios em todos os Estados.

Outros dois municípios receberão os equipamentos também em março - Goianá (MG) e Caxias do Sul (RS) - e, assim, poderão aumentar o número de voos e também o tamanho das aeronaves que recebem.

Eirunepé e Manicoré, no Amazonas, e Divinópolis (MG) já contam com caminhões de combate a incêndios desde o início deste ano. Barra do Garças (MT), Guanambi (BA) e Sorriso (MT) também retomaram a operação do aeroporto após a doação de CCIs, em 2015, e os aeródromos regionais de Santo Ângelo (RS), Vilhena (RO) e Bonito (MS) passaram a operar aeronaves maiores.

De acordo com normas nacionais, a infraestrutura de salvamento e de combate a incêndio no aeroporto deve estar em conformidade com o porte da aeronave utilizada, para que seus ocupantes possam ser plenamente atendidos no caso de acidentes.

Investimentos

O investimento ultrapassa R$160 milhões e vai beneficiar mais de dois milhões de pessoas. Só a SAC investiu R$ 78 milhões na compra direta de 53 caminhões contra incêndio que serão doados a 52 aeródromos regionais de norte a sul do País. Outros 24 CCIs foram adquiridos pela Infraero e mais 36 por meio de convênio da Secretaria com os Estados, totalizando 113 veículos.

“Além de assegurar a prevenção, salvamento e combate a incêndio em acidentes aeronáuticos, esses equipamentos contribuem para o desenvolvimento da infraestrutura aeroportuária na aviação regional melhorando a qualidade da gestão e garantindo um alto padrão de serviço para a população brasileira”, afirma o secretário de Aeroportos, Leonardo Cruz.

Tecnologia de Ponta

Os caminhões contraincêndio aeroportuário (AP-2 Fenix) estão entre os mais modernos do mercado. Cada um tem capacidade de armazenar 6,1 mil litros de água para produção de espuma e operação em qualquer terreno. O jato do canhão de teto lança, além de água e espuma, pó químico e alcança uma distância de 70 metros. O motor do veículo tem 440 cavalos, tração 4x4, e potência para atingir 80 quilômetros por hora em 35 segundos.

Capacitação

Por meio do Programa de Treinamento para Profissionais de Aeroportos Regionais (Treinar), a Secretaria já formou 1.040 profissionais para atuarem como bombeiros de aeródromos regionais desde 2013, quando o Programa foi criado. O objetivo dos cursos é formar bombeiros em atividades operacionais de prevenção, salvamento e combate a incêndio, além de proporcionar a continuidade e melhoria das operações e serviços aeroportuários.

Fonte: Secretaria de Aviação Civil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Erro
Ocorreu um erro enquanto renderizando o portlet.

Últimas imagens

Empreendimentos contam com rede de água, esgoto energia elétrica e iluminação pública, além de área de lazer
Empreendimentos contam com rede de água, esgoto energia elétrica e iluminação pública, além de área de lazer
Divulgação/Minha Casa Minha Vida
Melhor navegabilidade da bacia do Tocantins-Araguaia também vai favorecer pequenas comunidades agrícolas
Melhor navegabilidade da bacia do Tocantins-Araguaia também vai favorecer pequenas comunidades agrícolas
Foto: Divulgação/Ministério da Integração
Ministro das Cidades, Bruno Araújo, participa de evento do programa Minha Casa Minha Vida, que beneficiou cerca de 360 famílias em São Paulo
Ministro das Cidades, Bruno Araújo, participa de evento do programa Minha Casa Minha Vida, que beneficiou cerca de 360 famílias em São Paulo
Divulgação/Ministério das Cidades
A iniciativa possibilitará uma oferta maior de água para as populações rurais atingidas pela estiagem e seca.
A iniciativa possibilitará uma oferta maior de água para as populações rurais atingidas pela estiagem e seca.
Foto: Adriana Fortes/MD
Na cerimônia, 480 casas do Residencial Maria Pires Perillo foram entregues.
Na cerimônia, 480 casas do Residencial Maria Pires Perillo foram entregues.
Divulgação/ministério das Cidades

Governo digital