Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2016 > 02 > Comunidades rurais de PE recebem informações sobre o Projeto São Francisco

Cidadania e Justiça

Comunidades rurais de PE recebem informações sobre o Projeto São Francisco

Recursos Hídricos

Comunicação Itinerante levou informações sobre a obra a moradores de projeto de assentamento e de vila produtiva rural.
publicado: 23/02/2016 17h43 última modificação: 25/02/2016 17h03

A Comunicação Itinerante do Projeto de Integração do Rio São Francisco visitou, na última semana, a população de Projeto de Assentamento Pedro Jorge Albuquerque, em Floresta (PE), e na Vila Produtiva Rural (VPR) Baixio dos Grandes, em Cabrobó (PE). O objetivo é levar informações sobre o empreendimento a comunidades rurais.

O presidente da associação de moradores da VPR Baixio dos Grandes, Flávio Pereira, considerou o evento importante para os moradores. "Precisávamos dessa visita para ficarmos por dentro das obras e de seus impactos", disse. "Estamos ansiosos. O projeto São Francisco vai beneficiar nossa comunidade no plantio de fruticultura. Todos sonham com isso", completou Pereira.

O projeto encontra-se em fase de testes em Cabrobó e em Floresta, com água ao longo dos canais, aquedutos e em quatro reservatórios. Três estações de bombeamento estão em operação.

Sobre o projeto

O projeto São Francisco é a mais relevante iniciativa da Política Nacional de Recursos Hídricos do governo federal. Os objetivos são garantir a segurança hídrica para 390 municípios no Nordeste Setentrional, onde a estiagem ocorre frequentemente, beneficiando mais de 12 milhões de habitantes nos Estados de Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

Criada em 2011, a Comunicação Itinerante integra as ações do programa de Comunicação Social, um dos 38 programas ambientais do projeto. A iniciativa busca mostrar os benefícios do empreendimento e informar a população que reside nas áreas de influência da obra.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Integração Nacional

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Programa de Parcerias de Investimentos atualiza processo de concessões
Entre as mudanças, está a necessidade dos editais possuírem aval do Tribunal de Constas da União
Governo lança programa para revitalizar São Francisco
Rio é o maior corpo d'água totalmente brasileiro e é usado como rota de transporte e força motriz para geração de energia
Minha Casa Minha Vida também financia imóveis para classe média
Programa financia moradias para brasileiros de classe média - sem subsídios, mas com juros reduzidos.
Entre as mudanças, está a necessidade dos editais possuírem aval do Tribunal de Constas da União
Programa de Parcerias de Investimentos atualiza processo de concessões
Rio é o maior corpo d'água totalmente brasileiro e é usado como rota de transporte e força motriz para geração de energia
Governo lança programa para revitalizar São Francisco
Programa financia moradias para brasileiros de classe média - sem subsídios, mas com juros reduzidos.
Minha Casa Minha Vida também financia imóveis para classe média

Últimas imagens

O conjunto é formado por sete blocos, com 32 apartamentos em cada um
O conjunto é formado por sete blocos, com 32 apartamentos em cada um
Divulgação/Ministério das Cidades
O objetivo é integrar as propostas do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco ao Plano Novo Chico
O objetivo é integrar as propostas do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco ao Plano Novo Chico
Divulgação/EBC
O BNDES é responsável pela contratação dos serviços necessários à desestatização
O BNDES é responsável pela contratação dos serviços necessários à desestatização
Divulgação/CELG
Em julho, o País registrou 7.123 mil m³/ano de capacidade instalada de produção de biodiesel
Em julho, o País registrou 7.123 mil m³/ano de capacidade instalada de produção de biodiesel
Divulgação/Agência Petrobras
A energia comercializada tem suprimento previsto a partir de 1º de março de 2020
A energia comercializada tem suprimento previsto a partir de 1º de março de 2020
Divulgação/Ministério do Planejamento

Governo digital