Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2016 > 02 > Rio São Francisco recebeu 1,9 milhão de peixes nativos em 2015

Infraestrutura

Rio São Francisco recebeu 1,9 milhão de peixes nativos em 2015

Codevasf

Os alevinos são destinados à recomposição de rios, lagoas e grandes reservatórios hídricos da região
publicado: 12/02/2016 17h36 última modificação: 12/02/2016 19h25
Divulgação/Codevasf Espécies nativas são inseridas em trechos do rio em Alagoas, durante ações de repovoamento

Espécies nativas são inseridas em trechos do rio em Alagoas, durante ações de repovoamento

O Rio São Francisco recebeu em 2015 de 1,9 milhão de alevinos (peixes recém-saídos do ovo). São utilizadas somente espécies nativas da bacia hidrográfica da região nessas ações de repovoamento do Velho Chico.

Os peixes, produzidos pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), são destinados à recomposição da ictiofauna(conjunto das espécies de peixes) de rios, lagoas e grandes reservatórios hídricos da região. No ano passado, a Codevasf produziu cerca de 7 milhões de alevinos.

Para o Rio São Francisco, a Companhia utiliza apenas espécies nativas da bacia hidrográfica, como pacamã, curimatã, matrinxã, cari, cascudo, piau, piaba e surubim.

Peixamentos em 2016

A Superintendência Regional da Codevasf em Alagoas já promoveu dois peixamentos em 2016. A primeira ação foi no dia 3 de janeiro, três trechos do São Francisco entre os municípios de Penedo (AL) e Neópolis (SE). A segunda foi realizada no dia 31 do mesmo mês, no município de Piaçabuçu, no Baixo São Francisco alagoano.

Essas iniciativas integram as ações do Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, executado pela Codevasf em sua área de atuação.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Integração Nacional

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo realiza mais uma rodada de licitações de áreas do Pré-sal
O governo realiza mais uma rodada de licitações do Pré-Sal e divulga o calendário de leilões até 2019. Decisões que deram fôlego para o setor energético brasileiro. A estimativa é arrecadar entre R$ 8 e R$ 9 bilhões com leilões de óleo e gás nos próximos dois anos
Governo federal promove ações para ajudar pequenos produtores rurais
Conab disponibilizará até 250 mil toneladas de milho dos estoques públicos para pequenos criadores e agroindústrias de pequeno porte
Ministro detalha as novas regras do programa Minha Casa Minha Vida
Famílias que têm crianças com microcefalia terão prioridade
O governo realiza mais uma rodada de licitações do Pré-Sal e divulga o calendário de leilões até 2019. Decisões que deram fôlego para o setor energético brasileiro. A estimativa é arrecadar entre R$ 8 e R$ 9 bilhões com leilões de óleo e gás nos próximos dois anos
Governo realiza mais uma rodada de licitações de áreas do Pré-sal
Conab disponibilizará até 250 mil toneladas de milho dos estoques públicos para pequenos criadores e agroindústrias de pequeno porte
Governo federal promove ações para ajudar pequenos produtores rurais
Famílias que têm crianças com microcefalia terão prioridade
Ministro detalha as novas regras do programa Minha Casa Minha Vida

Últimas imagens

Empresa que mais levou lotes foi a Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (CTEEP)
Empresa que mais levou lotes foi a Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (CTEEP)
Divulgação/Governo do Espírito Santo
Além disso, beneficiados terão acesso a escolas, creche e posto de saúde nas proximidades das moradias
Além disso, beneficiados terão acesso a escolas, creche e posto de saúde nas proximidades das moradias
Foto: Bruno Peres/Ministério das Cidades
Nas próximas semanas, o governo da Paraíba reforçará captações para levar água a mais 17 cidades
Nas próximas semanas, o governo da Paraíba reforçará captações para levar água a mais 17 cidades
Foto: Orlando Telles/Ministério da Integração
Implementação dos projetos está prevista para Acre, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Santa Catarina
Implementação dos projetos está prevista para Acre, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Santa Catarina
Foto: Gleilson Miranda/Governo do Acre
A Rede Teca da Infraero conta com complexos logísticos em todas as regiões do Brasil
A Rede Teca da Infraero conta com complexos logísticos em todas as regiões do Brasil
Divulgação/Infraero

Governo digital