Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2017 > 03 > Grupos que venceram leilão de aeroportos já administram terminais em diversos países

Infraestrutura

Grupos que venceram leilão de aeroportos já administram terminais em diversos países

Concessões

Expertise na operação aeroportuária era uma das exigências do edital de licitação para a concessão
por Portal Brasil publicado: 16/03/2017 17h44 última modificação: 17/03/2017 10h22

Os quatro aeroportos leiloados nesta quinta-feira (16) serão operados por grupos internacionais com experiência na administração de terminais em diversos países. Os investimentos previstos para os aeroportos são da ordem de R$ 6,613 bilhões. 

A expertise na operação aeroportuária era uma das exigências do edital de licitação para a concessão dos aeroportos de Porto Alegre, Fortaleza, Salvador e Florianópolis.

As empresas terão de investir na ampliação dos terminais de passageiros (exceto Florianópolis, que terá um novo terminal), dos pátios das aeronaves e das pistas de pouso e decolagem. Também está previsto aumento do número de pontes de embarque e dos estacionamentos de veículos.

Porto Alegre e Fortaleza

A empresa alemã Fraport, que será a administradora dos aeroportos de Porto Alegre e Fortaleza, atualmente opera seis aeroportos na Europa, entre eles o aeroporto de Frankfurt, considerado um dos mais modernos do mundo; os terminais de Hannover, também na Alemanha; outros dois na Bulgária; um na Rússia; e outro na Eslovênia. A Fraport, que no ano passado registrou movimentação de mais de 150 milhões de passageiros, também opera três aeroportos na Ásia e um na América Latina (Peru).

O presidente executivo da Fraport, Stefan Shulte, disse que a empresa está empenhada em desenvolver os dois aeroportos para o benefício do Brasil. “Vamos rapidamente implementar processos e serviços melhorados, bem como ofertas atraentes de alimentação e bebidas”, disse Shulte, em nota no site da empresa.

O aeroporto de Porto Alegre foi arrematado por R$ 290,5 milhões, com ágio de 852,12%, e o de Fortaleza foi leiloado por R$ 425 milhões, com ágio de 18,5%.

Salvador e Florianópolis

O Aeroporto Internacional de Salvador será administrado pela Vinci Airports, operadora aeroportuária francesa que administra 35 aeroportos em seis países: Japão, Portugal, Camboja, República Dominicana, Chile e França. No ano passado, os terminais atenderam mais de 132 milhões de passageiros. O aeroporto de Salvador foi arrematado por R$ 660,9 milhões, com ágio de 113%.

O vencedor da concessão do Aeroporto Internacional de Florianópolis (RS) foi a operadora suíça Zurich International Airport, que administra o terminal de Zurique, na Suíça, com circulação de 25 milhões de passageiros por ano. O aeroporto de Florianópolis foi licitado por R$ 83,3 milhões, ágio de 58%.

A volta dos investimentos

Fonte: Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Campanha busca prevenir acidentes entre caminhoneiros
Ministério do Trabalho realizou campanha Abril Verde com objetivo de impedir acidentes de trabalho em transportes terrestres
Fundo de R$ 10 bilhões promoverá concessões municipais
Programa vai ajudar municípios a melhorar serviços de iluminação pública, água, esgoto e asfalto
Novas regras do Minha Casa Minha Vida ampliarão acesso ao programa
A meta do Ministério das Cidades é contratar, ainda este ano, 100 mil novas unidades habitacionais do programa
Ministério do Trabalho realizou campanha Abril Verde com objetivo de impedir acidentes de trabalho em transportes terrestres
Campanha busca prevenir acidentes entre caminhoneiros
Programa vai ajudar municípios a melhorar serviços de iluminação pública, água, esgoto e asfalto
Fundo de R$ 10 bilhões promoverá concessões municipais
A meta do Ministério das Cidades é contratar, ainda este ano, 100 mil novas unidades habitacionais do programa
Novas regras do Minha Casa Minha Vida ampliarão acesso ao programa

Últimas imagens

O programa Meta ainda comtemplará o Plano de Desburocratização do governo federal
O programa Meta ainda comtemplará o Plano de Desburocratização do governo federal
Divulgação/Itaipu Binacional
Foi lançado também o Programa Cartão Reforma, para melhorar a qualidade habitacional das moradias
Foi lançado também o Programa Cartão Reforma, para melhorar a qualidade habitacional das moradias
Divulgação/Ministério do Planejamento
Expansão prevista para os próximos três anos no País chegará a 18,6 GW, com destaque para a energia eólica
Expansão prevista para os próximos três anos no País chegará a 18,6 GW, com destaque para a energia eólica
Divulgação/Ministério do Planejamento

Governo digital