Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2017 > 11 > Programa Avançar destina R$ 240 milhões para concluir segunda ponte sobre o Guaíba, no RS

Infraestrutura

Programa Avançar destina R$ 240 milhões para concluir segunda ponte sobre o Guaíba, no RS

Investimento

Obra vai beneficiar mais de 40 mil motoristas que trafegam pela região metropolitana de Porto Alegre (RS) e melhorar economia local
publicado: 24/11/2017 12h45 última modificação: 24/11/2017 20h17

Por meio do programa Agora, é Avançar, o Governo do Brasil vai liberar R$ 240 milhões para a conclusão das obras da segunda ponte do Rio Guaíba, na região metropolitana de Porto Alegre (RS). O anúncio foi feito nesta sexta-feira (24) pelos ministros da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco; dos Transportes, Maurício Quintella; do Trabalho, Ronaldo Nogueira; e da Casa Civil, Eliseu Padilha.

A ponte começou a ser construída em 2014, mas foi paralisada entre 2015 e 2016. As obras foram retomadas após o presidente da República, Michel Temer, autorizar o aporte de R$ 100 milhões para o empreendimento.

Com 2,9 km de extensão, a nova ponte vai beneficiar cerca de 40 mil motoristas que atravessam diariamente o rio Guaíba. Serão duas faixas de rolamento, com acostamento e refúgio central, 9,4 km de acessos, viadutos e elevados, totalizando 12,3 km de obras.

A previsão é de que a ponte seja entregue até o fim de 2018. “Essa é a obra com o maior recurso do Programa Avançar e uma das mais importantes para a população do Rio Grande do Sul, principalmente para gerar o desenvolvimento da região metropolitana, por isso estamos priorizando os investimentos para entregar a obra à população até 2018”, disse Quintella. 

Pelo Twitter, Moreira Franco lembrou que a situação atual do trafego na região traz prejuízos também à economia. O ministro ainda acrescenta que os investimentos do programa Avançar foram possíveis após a organização das contas públicas pelo Governo do Brasil. “Para o governo federal, ‘Agora, é Avançar' porque cumprimos nosso dever de casa, com responsabilidade e, sobretudo, com senso de patriotismo, porque não vamos prometer o que não vamos cumprir”, disse, durante a visita às obras.

O projeto prevê também o assentamento de mais de mil famílias e 35 estabelecimentos comerciais localizados na Ilha Grande dos Marinheiros. A construção das habitações populares será com recursos do programa Minha Casa Minha Vida.

Divulgação/Ministério dos TransportesObra vai beneficiar mais de 40 mil motoristas que trafegam pela região metropolitana de Porto Alegre (RS) e melhorar economia local

Fonte: Secretaria-Geral da Presidência,  Ministério dos Transportes, Portos e Aviação, Palácio do Planalto e Casa Civil 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil