Você está aqui: Página Inicial > Meio Ambiente > 2012 > 03 > Meio Ambiente lança manual de resíduos sólidos

Meio ambiente

Meio Ambiente lança manual de resíduos sólidos

por Portal Brasil publicado: 26/03/2012 20h47 última modificação: 29/07/2014 09h01

O Ministério do Meio Ambiente lança (MMA), nesta terça-feira (27), em parceria com o Conselho Internacional de Iniciativas Locais Ambientais (Iclei Brasil) e Embaixada Britânica, a publicação Planos de Gestão de Resíduos Sólidos: Manual de Orientação. O lançamento acontecerá na abertura oficial do I Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável: pequenos negócios, qualidade urbana e erradicação da miséria.

Além da publicação, será oferecido curso de ensino a distância. Baseado no manual, de forma simples e didática, tem a finalidade de colaborar com cidades e estados no processo de elaboração dos planos de gestão de resíduos sólidos e, portanto, na implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), aprovada em 2010. O evento acontecerá às 19h, no Centro de Convenções Brasil 21(DF) e contará com a presença da ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, do embaixador britânico no Brasil, Alan Charlton, e da a secretária Executiva Regional do Iclei para a América do Sul, Florence Laloë.

A publicação sugere passos metodológicos que garantem participação e controle social e que busquem o cumprimento das metas estabelecidas no Plano Nacional de Resíduos Sólidos. Ela faz parte da coleção Apoiando a Implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos: do Nacional ao Local. O curso de ensino a distância, que terá as inscrições para a primeira turma abertas durante o evento, abordará o conteúdo do manual.

Essas ferramentas fazem parte do programa de capacitação de Gestão de Resíduos Sólidos (GeRes), iniciativa do MMA que vem contribuindo com estados e municípios, na implementação da PNRS, promovendo o fortalecimento institucional através da capacitação técnica dos tomadores de decisão e gestores públicos envolvidos na elaboração dos planos. 

Os prazos estão definidos por lei. Após agosto de 2012, estados e municípios que não tiverem seus planos não poderão mais acessar os recursos da União. Após agosto de 2014, os lixões deverão estar encerrados e os aterros sanitários só poderão receber os rejeitos (resíduos sem capacidade de aproveitamento). As coletas seletivas dos diversos resíduos são agora obrigatórias e devem ser responsabilidade compartilhada entre o poder público e o setor privado envolvido em todo o ciclo de vida dos materiais.

Após esse lançamento, o projeto iniciará algumas fases de treinamento aos gestores públicos. A meta é ter, até julho de 2012, dois estados e dois consórcios municipais com seus planos de resíduos sólidos desenvolvidos, de acordo com a Política Nacional de Resíduos sólidos, capacitar, pelo menos, 2 mil servidores públicos de todo o Brasil, disseminando conhecimento sobre a gestão de resíduos sólidos e tecnologias disponíveis por meio de publicações, cursos à distância e encontros presenciais, entre outros. 

 

Fonte:
Ministério do Meio Ambiente

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Banner - Combate às Queimadas

Últimos vídeos

Ibama e BNDES assinam contrato do Fundo Amazônia
Recursos do contrato serão aplicados no apoio à logística de transporte das atividades de fiscalização ambiental
Queimadas causam ciclo maléfico para o meio ambiente
Segundo o Ibama, este é um dos períodos mais críticos da história recente do Brasil em relação aos incêndios florestais. De acordo com ele, já são 169 mil focos de calor no ano
Entenda o trabalho dos brigadistas florestais
Ministério do Meio Ambiente edita anualmente portaria para contratação temporária de brigadistas florestais. Em 2016, 834 foram selecionados e atuaram no combate a 1.350 incêndios
Recursos do contrato serão aplicados no apoio à logística de transporte das atividades de fiscalização ambiental
Ibama e BNDES assinam contrato do Fundo Amazônia
Segundo o Ibama, este é um dos períodos mais críticos da história recente do Brasil em relação aos incêndios florestais. De acordo com ele, já são 169 mil focos de calor no ano
Queimadas causam ciclo maléfico para o meio ambiente
Ministério do Meio Ambiente edita anualmente portaria para contratação temporária de brigadistas florestais. Em 2016, 834 foram selecionados e atuaram no combate a 1.350 incêndios
Entenda o trabalho dos brigadistas florestais

Últimas imagens

Brasil defenderá integração das medidas de proteção da biodiversidade com o setor produtivo
Brasil defenderá integração das medidas de proteção da biodiversidade com o setor produtivo
Divulgação/Governo do Mato Grosso
Ibama intensificará fiscalização para combater garimpos ilegais nas terras dos Munduruku
Ibama intensificará fiscalização para combater garimpos ilegais nas terras dos Munduruku
Paulenir Constâncio/MMA
Fernando Coelho Filho afirmou que setor sucroenergético tem papel importante para Brasil atingir compromissos
Fernando Coelho Filho afirmou que setor sucroenergético tem papel importante para Brasil atingir compromissos
Divulgação/Min. do Desenvolvimento Agrário
Concessões serão iniciadas nos parques nacionais de Brasília, da Chapada dos Veadeiros e do Pau-Brasil
Concessões serão iniciadas nos parques nacionais de Brasília, da Chapada dos Veadeiros e do Pau-Brasil
Divulgação/Prefeitura de Alto Paraíso
O sistema de Amparo contou com investimento de R$ 146 mil
O sistema de Amparo contou com investimento de R$ 146 mil
Solange Amarilis/MMA

banner_servico.jpg

Governo digital