Você está aqui: Página Inicial > Meio Ambiente > 2012 > 03 > Ministério do Meio Ambiente lança estudo sobre gestão de resíduos sólidos

Meio ambiente

Ministério do Meio Ambiente lança estudo sobre gestão de resíduos sólidos

por Portal Brasil publicado: 15/03/2012 15h20 última modificação: 29/07/2014 09h01

Será lançado no próximo dia 27, em Brasília, durante o I Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável, o estudo Plano de Gestão de Resíduos Sólidos: Manual de Orientação. O guia foi produzido pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) em parceria com o Conselho Internacional para Iniciativas Ambientais Locais (Iclei) e tem o objetivo de orientar as prefeituras no enfrentamento da questão, atendendo às diretrizes definidas pela Lei nº 12.305/10.

A versão preliminar da publicação, elaborada com o apoio da Embaixada Britânica, foi distribuída, nesta quarta-feira (14), aos integrantes da Frente Parlamentar Ambientalista e do Grupo de Trabalho de Resíduos Sólidos da Câmara dos Deputados.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) estabelece normas gerais, dando ao País diretrizes na gestão e no gerenciamento dos resíduos. Para que seja colocada em prática, de acordo com o MMA, serão necessárias ações conjuntas entre o poder público, o setor empresarial e a sociedade. Este ano, por exemplo, as prefeituras estão obrigadas a indicar o plano de gestão que permitirá a eliminação, até 2014, dos depósitos de resíduos a céu aberto (lixões), responsáveis por uma série de problemas ambientais, com reflexo, inclusive, na saúde das populações.

Tornou-se essencial que estados e municípios tenham planos de gestão de resíduos e de coleta seletiva ajustados às suas realidades, proporcionando às populações modelos eficientes de gerenciamento de resíduos. Em 2011, o Ministério do Meio Ambiente aportou recursos para apoiar estados, municípios e consórcios intermunicipais na elaboração dos seus planos de gestão de resíduos. Quarenta convênios foram assinados para ajudar os entes federados no cumprimento do prazo estabelecido pela PNRS.

Fonte:
Ministério do Meio Ambiente

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Banner - Combate às Queimadas

Últimos vídeos

Nascentes brasileiras são mapeadas pelo sistema de cadastro ambiental rural
O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, ressalta compromisso de proteção e recuperação de nascentes mapeadas no Sistema Nacional de Cadastro Ambiental Rural
Parque Nacional Serra da Capivara terá gestão compartilhada
Acordo entre o Ministério da Cultura, o ICMBio, o Iphan, a Fumdham e o governo do Piauí cria Comitê Permanente de Acompanhamento e Gestão do Parque da Serra da Capivara
ICMBio retoma concessão de serviços em três parques nacionais
Ações atingem Parque Nacional de Brasília, Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO) e Parque Nacional do Pau Brasil (BA)
O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, ressalta compromisso de proteção e recuperação de nascentes mapeadas no Sistema Nacional de Cadastro Ambiental Rural
Nascentes brasileiras são mapeadas pelo sistema de cadastro ambiental rural
Acordo entre o Ministério da Cultura, o ICMBio, o Iphan, a Fumdham e o governo do Piauí cria Comitê Permanente de Acompanhamento e Gestão do Parque da Serra da Capivara
Parque Nacional Serra da Capivara terá gestão compartilhada
Ações atingem Parque Nacional de Brasília, Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO) e Parque Nacional do Pau Brasil (BA)
ICMBio retoma concessão de serviços em três parques nacionais

Últimas imagens

Sistema permite a taxonomistas fazer buscas direcionadas
Sistema permite a taxonomistas fazer buscas direcionadas
Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil
Ararinha-azul teve população dizimada, sobretudo, devido ao tráfico de animais
Ararinha-azul teve população dizimada, sobretudo, devido ao tráfico de animais
Divulgação/ACTP
Taim (RS) abriga a maior variação de mamíferos do Brasil
Taim (RS) abriga a maior variação de mamíferos do Brasil
Divulgação/Prefeitura do Rio Grande (RS)
Ações para combater o desmatamento são fundamentais para a manutenção das nascentes
Ações para combater o desmatamento são fundamentais para a manutenção das nascentes
Arquivo/Agência Brasil
No continente africano, mais de 547 milhões de pessoas vivem sem saneamento básico
No continente africano, mais de 547 milhões de pessoas vivem sem saneamento básico
Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

banner_servico.jpg

Governo digital