Você está aqui: Página Inicial > Meio Ambiente > 2014 > 09 > Parque Nacional das Araucárias é aberto ao público

Meio Ambiente

Parque Nacional das Araucárias é aberto ao público

Unidade de Conservação

Workshop destinado a comunitários, empresários e órgãos públicos de municípios abordou o potencial turístico da região
por Portal Brasil publicado: 08/09/2014 15h06 última modificação: 08/09/2014 15h06

O Conselho Consultivo do Parque Nacional das Araucárias (PR) promoveu no mês de agosto um workshop para marcar a abertura da Unidade de Conservação (UC) ao público. O evento foi destinado a comunitários, empresários e órgãos públicos de Passos Maia e Ponte Serrada, municípios que cortam o Parque.

As aulas teóricas foram ministradas no Centro de Convivência do Idoso de Passos Maia e apesar de os assuntos serem novos para os participantes, eles perceberam o alto potencial que está adormecido na região, em termos de turismo, observação de aves e desenvolvimento econômico.

"O que se percebeu dos participantes foi muita empolgação em relação à atividade, o desejo de aprender mais sobre o tema e cooperar na implantação desses trabalhos na UC", disse o chefe do Parque, Juliano Oliveira.

No primeiro dia, a bióloga e especialista em Ecologia e Turismo, Maria Antonietta Castro Pivatto, abriu o evento palestrando sobre turismo de observação de aves para gestadores de UCs, pousadas e empreendimentos turísticos. Na ocasião, ela abordou temas como "o que é turismo de observação de aves, potencial econômico, infraestrutura para desenvolvimento da atividade, perfil do observador de aves e suas necessidades, características do roteiro adequado para este perfil de público, o guia especialista e divulgação do produto no mercado e segurança".

No segundo dia, os presentes participaram de atividades práticas, incluindo uma visita ao Parque. "A prática também serviu para a observação de pontos propícios à atividade e pontos que teremos de fazer adaptações", explicou Oliveira.

Além do workshop, durante três dias foram realizadas visitas técnicas em propriedades e estabelecimentos locais do Parque Nacional das Araucárias. Estiveram presentes o prefeito de Passos Maia, membros da Associação Amigos do Cavalo, representantes do Conselho do PE Fritz Plauman, representantes de comunidades e assentamentos da zona de amortecimento do Parque Nacional, representantes da Empresa Adami S.A., Ibama, Cooperfaps, Sindicato Rural de Ponte Serrada e donos de hotéis de Ponte Serrada.

Sobre a Unidade de Conservação (UC)

O Parque Nacional das Araucárias localiza-se nos municípios de Passos Maia e Ponte Serrada (SC). Constituído por uma área de 12.841 hectares, tem como objetivo básico a preservação dos ambientes locais, com destaque remanescentes de Floresta com Araucárias, formação vegetal da Mata Atlântica extremamente ameaçada.

Além da preservação, a criação da unidade busca promover realização de pesquisas científicas e o desenvolvimento de atividades de educação e interpretação ambiental, de recreação e contato com a natureza e de turismo ecológico. 

Foi criado em 19 de outubro de 2005 a partir de um grande trabalho realizado, envolvendo instituições federais como o Ministério do Meio Ambiente e Ibama, além de órgãos públicos estaduais e municipais, universidades e organizações da sociedade civil.


Fontes:

ICMBio
Apremavi

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Banner - Combate às Queimadas

Últimos vídeos

ICMBio completa 10 anos de atuação
Instituto agrega 324 unidades de conservação, que somam quase 80 milhões de hectares - o equivalente a 9% do território nacional
Confira as oportunidades geradas pelas Unidades de Conservação
Unidades de Conservação oferecem oportunidades para as comunidades do entorno e também aos visitantes. Confira entrevista com o presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski
ICMBio amplia trabalho de prevenção a incêndios
Presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski, explica as ações do instituto para combater queimadas que ameaçam flora e fauna do País
Instituto agrega 324 unidades de conservação, que somam quase 80 milhões de hectares - o equivalente a 9% do território nacional
ICMBio completa 10 anos de atuação
Unidades de Conservação oferecem oportunidades para as comunidades do entorno e também aos visitantes. Confira entrevista com o presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski
Confira as oportunidades geradas pelas Unidades de Conservação
Presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski, explica as ações do instituto para combater queimadas que ameaçam flora e fauna do País
ICMBio amplia trabalho de prevenção a incêndios

Últimas imagens

Empresa aderiu à nova regra, instituída por decreto assinado pelo presidente da República, Michel Temer, na tarde deste sábado (21)
Empresa aderiu à nova regra, instituída por decreto assinado pelo presidente da República, Michel Temer, na tarde deste sábado (21)
Foto: Dênio Simões/Agência Brasília
Redução chega a 76% quando comparada a 2004. Os estados com maior queda são Tocantins (55%) e Roraima (43%)
Redução chega a 76% quando comparada a 2004. Os estados com maior queda são Tocantins (55%) e Roraima (43%)
Foto: Gilberto Soares/MMA
Processos passaram a ser mais ágeis, dinâmicos, e conferem mais vantagens aos produtores
Processos passaram a ser mais ágeis, dinâmicos, e conferem mais vantagens aos produtores
Foto: Eduardo Aigner/MDA

banner_servico.jpg

Governo digital