Você está aqui: Página Inicial > Meio Ambiente > 2016 > 02 > Fundo Clima aplicou R$ 7,6 mi, em 2015, em ações contra o aquecimento

Meio Ambiente

Fundo Clima aplicou R$ 7,6 mi, em 2015, em ações contra o aquecimento

Investimentos

O Fundo Clima já apoiou estudos para o aproveitamento energético de biogás, construção de indicadores de vulnerabilidade da população e recuperação de dados meteorológicos
por Portal Brasil publicado: 04/02/2016 10h00 última modificação: 05/02/2016 16h15
Divulgação/Governo de SP Entre os projetos aprovados estão a recuperação e proteção de nascentes e ambientes naturais

Entre os projetos aprovados estão a recuperação e proteção de nascentes e ambientes naturais

Mais de R$ 7,6 milhões foram investidos em medidas de combate ao aquecimento global, ao longo do ano passado, pelo Fundo Clima. Vinculado ao Ministério do Meio Ambiente (MMA), o fundo é um dos principais instrumentos para o alcance das metas brasileiras de corte de emissões de gases de efeito estufa. 

O valor aplicado se refere ao total de recursos não reembolsáveis executados ao longo de 2015, conforme relatório apresentado, nesta quarta-feira (3), durante a primeira reunião ordinária de 2016. 

Desde 2011, 190 projetos não reembolsáveis foram contratados pelo Fundo Clima, dos quais 65 já foram concluídos. Ao todo, R$ 96 milhões foram investidos nesse período. Pioneiro no apoio a pesquisas e programas de mitigação e adaptação, o Fundo Clima tem natureza contábil e é administrado por um comitê formado por representantes de órgãos federais, da sociedade civil, do terceiro setor, dos Estados e dos municípios.

Entre os projetos aprovados, há estudos para aproveitamento energético de biogás, construção de indicadores de vulnerabilidade da população e recuperação de dados meteorológicos históricos. Também há ações voltadas para o manejo florestal, promoção de eficiência energética e recuperação e proteção de nascentes e ambientes naturais. As ações são desenvolvidas por órgãos públicos, pela academia e por organizações não governamentais.

Metas brasileiras

Os projetos contribuem para o andamento da Política Nacional sobre Mudança do Clima (PNMC) e para o cumprimento das demais metas brasileiras de corte de emissões assumidas perante a comunidade internacional. “O Fundo Clima é um instrumento fundamental para o sucesso da agenda climática no País”, ressaltou o secretário executivo do MMA, Carlos Klink, presidente do comitê gestor do Fundo.

Aprovado em dezembro de 2015, o Acordo de Paris é o mais novo protocolo internacional que, a partir de agora, vai balizar, também, as linhas de ações do Fundo Clima. Para fazer a sua parte ao lado dos mais de 190 países signatários do compromisso, o Brasil apresentou a meta de reduzir 37% das emissões até 2025 e 43% até 2030. “O Acordo de Paris dá a linha para a implementação, e o Brasil é um dos únicos a propor ações em toda a economia”, destacou o diretor de Mudanças Climáticas do MMA, Adriano Santhiago.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Meio Ambiente

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Brasil assina acordo de Paris sobre mudança do clima
A cerimônia reuniu mais de 130 chefes de Estado em Nova Iorque, na sede das Nações Unidas
Mais de 80% das áreas rurais já foram registradas
O Ministério do Meio Ambiente apresentou, nesta sexta-feira (6), um balanço do Cadastro Ambiental Rural (CAR)
Crise Hídrica: governo vai financiar recuperação de nascentes de rios
Serão R$ 45 milhões para criar até 30 Áreas de Preservação Permanentes (APPs) em assentamento da reforma agrária próximos a 18 regiões metropolitanas do País
A cerimônia reuniu mais de 130 chefes de Estado em Nova Iorque, na sede das Nações Unidas
Brasil assina acordo de Paris sobre mudança do clima
O Ministério do Meio Ambiente apresentou, nesta sexta-feira (6), um balanço do Cadastro Ambiental Rural (CAR)
Mais de 80% das áreas rurais já foram registradas
Serão R$ 45 milhões para criar até 30 Áreas de Preservação Permanentes (APPs) em assentamento da reforma agrária próximos a 18 regiões metropolitanas do País
Crise Hídrica: governo vai financiar recuperação de nascentes de rios

Últimas imagens

Vista da RPPN Raso do Mandi II, em Santa Catarina
Vista da RPPN Raso do Mandi II, em Santa Catarina
ICMBio/Germano Woehl Junior
Medidas permitiu reduzir em 12,5% a relação entre a quantidade de água consumida e o volume de petróleo processado
Medidas permitiu reduzir em 12,5% a relação entre a quantidade de água consumida e o volume de petróleo processado
Divulgação/Petrobras
Relatório da Unesco recomenda que cada país promova políticas para alcançar equilíbrio entre os setores da economia e a sustentabilidade dos recursos hídricos
Relatório da Unesco recomenda que cada país promova políticas para alcançar equilíbrio entre os setores da economia e a sustentabilidade dos recursos hídricos
Divulgação/Governo de São Paulo
Após reabilitação, quatro peixes-boi são devolvidos aos rios da Amazônia
Após reabilitação, quatro peixes-boi são devolvidos aos rios da Amazônia
Foto: Cláudio Sampaio/ICMBio
Após a apreensão, todos os animais foram devolvidos com vida ao rio Branco
Após a apreensão, todos os animais foram devolvidos com vida ao rio Branco
Divulgação/ICMBio

Governo digital