Você está aqui: Página Inicial > Meio Ambiente > 2016 > 03 > Reabilitados, peixes-boi são devolvidos aos rios da Amazônia

Meio Ambiente

Reabilitados, peixes-boi são devolvidos aos rios da Amazônia

Monitoramento

O tempo de reabilitação do animal pode levar seis anos em cativeiro e mais dois anos em semicativeiro até a reintrodução na natureza
publicado: 02/03/2016 12h46 última modificação: 03/03/2016 15h58

Quatro peixes-boi foram devolvidos aos rios da Amazônia no último domingo (28) pela equipe do Projeto Mamíferos da Amazônia, uma parceria entre o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) e a Associação Amigos do Peixe-boi (Ampa). Os animais, vítimas da caça ilegal, foram resgatados, reabilitados e reintroduzidos à natureza.

O local escolhido pelos pesquisadores foi a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Piagaçu-Purus, a 70 quilômetros da cidade de Beruri (AM), região onde dois deles foram resgatados, o Mapixari e o Matupá.

Agora, os animais serão monitorados. Cada peixe-boi recebeu um cinto transmissor, que permite o acompanhamento durante dois anos. "Não estamos soltando esses animais na natureza. Estamos reintroduzindo. E a natureza é bela, mas é hostil. Precisamos saber se eles estão se alimentando, a que velocidade estão nadando, a que profundidade estão mergulhando e se estão migrando na época certa, quando as águas dos rios baixam", explica a pesquisadora do Inpa Vera da Silva, coordenadora do projeto.

O Inpa tem hoje 55 peixes-boi em cativeiro, mantidos em tanques, e 11 animais em semicativeiro, em um lago de 13 hectares em Manacapuru, próximo a Manaus (AM). O tempo de reabilitação do animal pode levar seis anos em cativeiro e mais dois anos em semicativeiro até a reintrodução na natureza.

O projeto de proteção da espécie começou em 1978, quando o Inpa recebeu o primeiro filhote. Com poucas semanas de vida, os animais perdiam as mães para a caça e eram levados para o Instituto. "Nós tínhamos que alimentá-los artificialmente, com mamadeiras, porque o tempo de amamentação de um peixe-boi pode durar dois anos", diz a pesquisadora.

O peixe-boi foi caçado intensivamente no Brasil desde o período colonial para consumo da carne e aproveitamento do couro e da gordura. 

Fonte: Portal Brasil, com informações do MCTI

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Banner - Combate às Queimadas

Últimos vídeos

Parque Nacional Serra da Capivara terá gestão compartilhada
Acordo entre o Ministério da Cultura, o ICMBio, o Iphan, a Fumdham e o governo do Piauí cria Comitê Permanente de Acompanhamento e Gestão do Parque da Serra da Capivara
ICMBio retoma concessão de serviços em três parques nacionais
Ações atingem Parque Nacional de Brasília, Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO) e Parque Nacional do Pau Brasil (BA)
Concessão de serviços em parques nacionais é retomada
Ações serão feitas no Parque Nacional de Brasília, Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO) e Parque Nacional do Pau Brasil (BA)
Acordo entre o Ministério da Cultura, o ICMBio, o Iphan, a Fumdham e o governo do Piauí cria Comitê Permanente de Acompanhamento e Gestão do Parque da Serra da Capivara
Parque Nacional Serra da Capivara terá gestão compartilhada
Ações atingem Parque Nacional de Brasília, Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO) e Parque Nacional do Pau Brasil (BA)
ICMBio retoma concessão de serviços em três parques nacionais
Ações serão feitas no Parque Nacional de Brasília, Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO) e Parque Nacional do Pau Brasil (BA)
Concessão de serviços em parques nacionais é retomada

Últimas imagens

Visitante deve recolher todo o lixo produzido e separar materiais recicláveis de restos orgânicos
Visitante deve recolher todo o lixo produzido e separar materiais recicláveis de restos orgânicos
Peterson de Almeida/MMA
Termo foi assinado entre Ministério do Meio Ambiente, ICMBio e Governo estadual de Santa Catarina
Termo foi assinado entre Ministério do Meio Ambiente, ICMBio e Governo estadual de Santa Catarina
Arquivo/ICMBio
Brasil tem compromisso internacional de evitar emissões de gás carbônico oriundas de queimadas
Brasil tem compromisso internacional de evitar emissões de gás carbônico oriundas de queimadas
Divulgação/Governo de Mato Grosso
Quem for pego explorando o caranguejo-uçá estará sujeito a penalidades administrativas e criminais
Quem for pego explorando o caranguejo-uçá estará sujeito a penalidades administrativas e criminais
Divulgação/ICMBio
Parceria é defendida pelo ministro Sarney Filho como principal saída para frear o desmatamento
Parceria é defendida pelo ministro Sarney Filho como principal saída para frear o desmatamento
Gilberto Soares/MMA

banner_servico.jpg

Governo digital