Você está aqui: Página Inicial > Meio Ambiente > 2016 > 08 > Há mais de 20 anos, Prevfogo trabalha no combate e prevenção a incêndios

Meio Ambiente

Há mais de 20 anos, Prevfogo trabalha no combate e prevenção a incêndios

Queimadas

Centro é composto por sete núcleos técnicos, responsáveis pela contratação, capacitação e treinamento de brigadistas
por Portal Brasil publicado: 08/08/2016 12h48 última modificação: 11/08/2016 14h17

Para se dedicar a uma questão complexa e que atinge uma grande porção do País, o governo criou, em 1989, um sistema específico para pesquisa, monitoramento, prevenção e combate de incêndios, atualmente conhecido como Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo).

O Prevfogo tem coordenações estaduais e regionais implementadas em 20 unidades federativas, com sede em Brasília. O centro é composto por sete núcleos técnicos responsáveis pela contratação, capacitação e treinamento de brigadistas, trabalho interagências, comunicação e educação ambiental.

Segundo Gabriel Zacharias, chefe do Prevfogo, o trabalho das brigadas é mais intenso no Cerrado e no chamado Arco do Desmatamento, nas porções sul e leste da Amazônia. “A maioria dos incêndios no Brasil é de causa humana, entre 90% e 95%. Geralmente é intencional ou acidental, quando alguém faz uma fogueira, para prática pastoril ou queima do resto da vegetação”, explica.

Exceto Roraima e a região sul da Bahia, onde há mais focos no início do ano, a maior quantidade de incêndios acontece no segundo semestre, na região central do País, e é nesse período que a contratação de brigadistas é intensificada. Somente no último mês, mais de 88% dos focos se concentraram no Cerrado e na Amazônia, segundo o Inpe.

O instrutor do Prevfogo Devalcino Francisco de Araújo, responsável pelo treinamento da brigada no Distrito Federal, conta que o trabalho dos brigadistas não se restringe ao combate a incêndios: antes mesmo do período de maior incidência, eles preparam aceiros, terrenos “limpos” que funcionam como barreiras para o fogo.

“Feito isso, outro trabalho que fazemos é realizar rondas: visitamos unidades próximas a parques, terras indígenas e fazendas, orientando para, caso precisem fazer um fogo, que comuniquem à brigada”, complementa Araújo. 

A prioridade do trabalho do Prevfogo é em áreas da União, terras indígenas, assentamentos rurais e parques nacionais. É nesses locais que também é reforçada a educação ambiental, trabalho mais pontual de conscientização que utiliza os brigadistas como multiplicadores do conhecimento.

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Banner - Combate às Queimadas

Últimos vídeos

ICMBio completa 10 anos de atuação
Instituto agrega 324 unidades de conservação, que somam quase 80 milhões de hectares - o equivalente a 9% do território nacional
Confira as oportunidades geradas pelas Unidades de Conservação
Unidades de Conservação oferecem oportunidades para as comunidades do entorno e também aos visitantes. Confira entrevista com o presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski
ICMBio amplia trabalho de prevenção a incêndios
Presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski, explica as ações do instituto para combater queimadas que ameaçam flora e fauna do País
Instituto agrega 324 unidades de conservação, que somam quase 80 milhões de hectares - o equivalente a 9% do território nacional
ICMBio completa 10 anos de atuação
Unidades de Conservação oferecem oportunidades para as comunidades do entorno e também aos visitantes. Confira entrevista com o presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski
Confira as oportunidades geradas pelas Unidades de Conservação
Presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski, explica as ações do instituto para combater queimadas que ameaçam flora e fauna do País
ICMBio amplia trabalho de prevenção a incêndios

Últimas imagens

Redução chega a 76% quando comparada a 2004. Os estados com maior queda são Tocantins (55%) e Roraima (43%)
Redução chega a 76% quando comparada a 2004. Os estados com maior queda são Tocantins (55%) e Roraima (43%)
Foto: Gilberto Soares/MMA
Processos passaram a ser mais ágeis, dinâmicos, e conferem mais vantagens aos produtores
Processos passaram a ser mais ágeis, dinâmicos, e conferem mais vantagens aos produtores
Foto: Eduardo Aigner/MDA
Nos municípios selecionados, haverá direcionamento das ações de fiscalização ambiental
Nos municípios selecionados, haverá direcionamento das ações de fiscalização ambiental
Divulgação/Ministério do Meio Ambiente

banner_servico.jpg

Governo digital