Você está aqui: Página Inicial > Meio Ambiente > 2017 > 06 > Primeiro do Nordeste, Oceanário de Aracaju completa 15 anos

Meio Ambiente

Primeiro do Nordeste, Oceanário de Aracaju completa 15 anos

Conservação

Local realiza visitas orientadas, palestras e exposições para reforçar importância da preservação das espécies marítimas
publicado: 14/06/2017 16h24 última modificação: 14/06/2017 16h24
Divulgação/Projeto Tamar Oceanário faz parte do Projeto Tamar, que protege tartarugas marinhas

Oceanário faz parte do Projeto Tamar, que protege tartarugas marinhas

Importante para a conservação do ecossistema marinho, o Oceanário de Aracaju completou 15 anos nesta terça-feira (14). Criado em 2002, o espaço, primeiro do Nordeste, reúne cerca de 70 espécies nativas de Sergipe e já recebeu quase dois milhões de visitantes. 

O Oceanário conta com visitas orientadas, palestras e exposições para fortalecer a sensibilização dos moradores da região e visitantes para preservação do ecossistema marinho e das riquezas do rio São Francisco.

Além disso, diariamente, ocorre alimentação dos animais nos aquários e tanques e os visitantes podem acompanhar e ajudar o monitor a dar comida aos tubarões lixa.

O Oceanário faz parte do Projeto Tamar, que desde os anos 1980 trabalha na pesquisa, proteção e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil, todas ameaçadas de extinção.

Atualmente, o projeto, patrocinado pela Petrobras, alcança cerca de 1.100 km de praias, em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso das tartarugas, no litoral e ilhas oceânicas dos estados da Bahia, Sergipe, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Petrobras 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Banner - Combate às Queimadas

Últimos vídeos

PrevFogo utiliza dados coletador pelo Inpe para combater incêndios
Nesta época do ano, o Prevfogo intensifica a fiscalização das áreas florestais e diminui o índice de áreas destruídas por incêndios
Campanha mundial alerta sobre tráfico de pessoas
Secretaria dos Direitos Humanos do Rio de Janeiro aderiu à campanha Coração Azul com ações de conscientização e alerta sobre o crime
Operação da Força Nacional combate desmatamento no Pará
Antes da operação, agentes receberam instruções preparatórias sobre ética, legalidade, planejamento, técnica e ação de comando
Nesta época do ano, o Prevfogo intensifica a fiscalização das áreas florestais e diminui o índice de áreas destruídas por incêndios
PrevFogo utiliza dados coletador pelo Inpe para combater incêndios
Secretaria dos Direitos Humanos do Rio de Janeiro aderiu à campanha Coração Azul com ações de conscientização e alerta sobre o crime
Campanha mundial alerta sobre tráfico de pessoas
Antes da operação, agentes receberam instruções preparatórias sobre ética, legalidade, planejamento, técnica e ação de comando
Operação da Força Nacional combate desmatamento no Pará

Últimas imagens

Conversão de multas será usada para recuperação de áreas degradas de afluentes do São Francisco
Conversão de multas será usada para recuperação de áreas degradas de afluentes do São Francisco
Foto: Gilberto Soares/MMA
Mercúrio é usado em setores como siderurgia, produção de cimento e mineração artesanal de ouro
Mercúrio é usado em setores como siderurgia, produção de cimento e mineração artesanal de ouro
Arquivo/Anvisa
Com Plantadores de Rios, usuário “apadrinha” nascente e ajuda a preservá-la sem mediação do Estado
Com Plantadores de Rios, usuário “apadrinha” nascente e ajuda a preservá-la sem mediação do Estado
Foto: Fabrício Alves/ANA
Fragmentos encontrados têm características de porcelana portuguesa e espanhola
Fragmentos encontrados têm características de porcelana portuguesa e espanhola
Felipe Mendonça/ICMBio
Um guia viu os cacos espalhados pelas rochas e acionou o ICMBio
Um guia viu os cacos espalhados pelas rochas e acionou o ICMBio
Divulgação/Iphan

banner_servico.jpg

Governo digital