Você está aqui: Página Inicial > Meio Ambiente > 2017 > 06 > Primeiro do Nordeste, Oceanário de Aracaju completa 15 anos

Meio Ambiente

Primeiro do Nordeste, Oceanário de Aracaju completa 15 anos

Conservação

Local realiza visitas orientadas, palestras e exposições para reforçar importância da preservação das espécies marítimas
publicado: 14/06/2017 16h24 última modificação: 14/06/2017 16h24
Divulgação/Projeto Tamar Oceanário faz parte do Projeto Tamar, que protege tartarugas marinhas

Oceanário faz parte do Projeto Tamar, que protege tartarugas marinhas

Importante para a conservação do ecossistema marinho, o Oceanário de Aracaju completou 15 anos nesta terça-feira (14). Criado em 2002, o espaço, primeiro do Nordeste, reúne cerca de 70 espécies nativas de Sergipe e já recebeu quase dois milhões de visitantes. 

O Oceanário conta com visitas orientadas, palestras e exposições para fortalecer a sensibilização dos moradores da região e visitantes para preservação do ecossistema marinho e das riquezas do rio São Francisco.

Além disso, diariamente, ocorre alimentação dos animais nos aquários e tanques e os visitantes podem acompanhar e ajudar o monitor a dar comida aos tubarões lixa.

O Oceanário faz parte do Projeto Tamar, que desde os anos 1980 trabalha na pesquisa, proteção e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil, todas ameaçadas de extinção.

Atualmente, o projeto, patrocinado pela Petrobras, alcança cerca de 1.100 km de praias, em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso das tartarugas, no litoral e ilhas oceânicas dos estados da Bahia, Sergipe, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Petrobras 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Banner - Combate às Queimadas

Últimos vídeos

ICMBio completa 10 anos de atuação
Instituto agrega 324 unidades de conservação, que somam quase 80 milhões de hectares - o equivalente a 9% do território nacional
Confira as oportunidades geradas pelas Unidades de Conservação
Unidades de Conservação oferecem oportunidades para as comunidades do entorno e também aos visitantes. Confira entrevista com o presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski
ICMBio amplia trabalho de prevenção a incêndios
Presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski, explica as ações do instituto para combater queimadas que ameaçam flora e fauna do País
Instituto agrega 324 unidades de conservação, que somam quase 80 milhões de hectares - o equivalente a 9% do território nacional
ICMBio completa 10 anos de atuação
Unidades de Conservação oferecem oportunidades para as comunidades do entorno e também aos visitantes. Confira entrevista com o presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski
Confira as oportunidades geradas pelas Unidades de Conservação
Presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski, explica as ações do instituto para combater queimadas que ameaçam flora e fauna do País
ICMBio amplia trabalho de prevenção a incêndios

Últimas imagens

Empresa aderiu à nova regra, instituída por decreto assinado pelo presidente da República, Michel Temer, na tarde deste sábado (21)
Empresa aderiu à nova regra, instituída por decreto assinado pelo presidente da República, Michel Temer, na tarde deste sábado (21)
Foto: Dênio Simões/Agência Brasília
Redução chega a 76% quando comparada a 2004. Os estados com maior queda são Tocantins (55%) e Roraima (43%)
Redução chega a 76% quando comparada a 2004. Os estados com maior queda são Tocantins (55%) e Roraima (43%)
Foto: Gilberto Soares/MMA
Processos passaram a ser mais ágeis, dinâmicos, e conferem mais vantagens aos produtores
Processos passaram a ser mais ágeis, dinâmicos, e conferem mais vantagens aos produtores
Foto: Eduardo Aigner/MDA

banner_servico.jpg

Governo digital