Você está aqui: Página Inicial > Meio Ambiente > 2017 > 06 > Primeiro do Nordeste, Oceanário de Aracaju completa 15 anos

Meio Ambiente

Primeiro do Nordeste, Oceanário de Aracaju completa 15 anos

Conservação

Local realiza visitas orientadas, palestras e exposições para reforçar importância da preservação das espécies marítimas
publicado: 14/06/2017 16h24 última modificação: 14/06/2017 16h24
Divulgação/Projeto Tamar Oceanário faz parte do Projeto Tamar, que protege tartarugas marinhas

Oceanário faz parte do Projeto Tamar, que protege tartarugas marinhas

Importante para a conservação do ecossistema marinho, o Oceanário de Aracaju completou 15 anos nesta terça-feira (14). Criado em 2002, o espaço, primeiro do Nordeste, reúne cerca de 70 espécies nativas de Sergipe e já recebeu quase dois milhões de visitantes. 

O Oceanário conta com visitas orientadas, palestras e exposições para fortalecer a sensibilização dos moradores da região e visitantes para preservação do ecossistema marinho e das riquezas do rio São Francisco.

Além disso, diariamente, ocorre alimentação dos animais nos aquários e tanques e os visitantes podem acompanhar e ajudar o monitor a dar comida aos tubarões lixa.

O Oceanário faz parte do Projeto Tamar, que desde os anos 1980 trabalha na pesquisa, proteção e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil, todas ameaçadas de extinção.

Atualmente, o projeto, patrocinado pela Petrobras, alcança cerca de 1.100 km de praias, em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso das tartarugas, no litoral e ilhas oceânicas dos estados da Bahia, Sergipe, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Petrobras 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Banner - Combate às Queimadas

Últimos vídeos

ANA premia projetos de gestão e uso sustentável da água
Projetos de todo o País combatem a poluição, o desperdício de água e contribuem para a gestão e o uso sustentável dos recursos hídricos
Governo discute plano de combate ao lixo no mar
Pesquisadores, ambientalistas e representantes do governo discutem a elaboração de um plano nacional para combater a poluição no mar
Força Aérea Brasileira usa aeronave para combater fogo na Chapada dos Veadeiros
Força Aérea Brasileira emprega aeronave para combater na reserva. Até o momento, mais de 60 mil hectares já foram consumidos pelas chamas
Projetos de todo o País combatem a poluição, o desperdício de água e contribuem para a gestão e o uso sustentável dos recursos hídricos
ANA premia projetos de gestão e uso sustentável da água
Pesquisadores, ambientalistas e representantes do governo discutem a elaboração de um plano nacional para combater a poluição no mar
Governo discute plano de combate ao lixo no mar
Força Aérea Brasileira emprega aeronave para combater na reserva. Até o momento, mais de 60 mil hectares já foram consumidos pelas chamas
Força Aérea Brasileira usa aeronave para combater fogo na Chapada dos Veadeiros

Últimas imagens

Alteração na lei prevê a promoção de iniciativas que promovam o uso das águas pluviais, que podem ser usadas para a manutenção de jardins, limpeza de calçadas e em atividades agrícolas e industriais
Alteração na lei prevê a promoção de iniciativas que promovam o uso das águas pluviais, que podem ser usadas para a manutenção de jardins, limpeza de calçadas e em atividades agrícolas e industriais
Foto: Tony Winston/Governo de Brasília
Por meio da Força Aérea Brasileira e de órgãos de fiscalização ambiental, Governo do Brasil participa dos esforços para controlar o pior incêndio desde a criação do parque
Por meio da Força Aérea Brasileira e de órgãos de fiscalização ambiental, Governo do Brasil participa dos esforços para controlar o pior incêndio desde a criação do parque
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Por meio da Força Aérea Brasileira e de órgãos de fiscalização ambiental, Governo do Brasil participa dos esforços para controlar o pior incêndio desde a criação do parque
Por meio da Força Aérea Brasileira e de órgãos de fiscalização ambiental, Governo do Brasil participa dos esforços para controlar o pior incêndio desde a criação do parque
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Por meio da Força Aérea Brasileira e de órgãos de fiscalização ambiental, Governo do Brasil participa dos esforços para controlar o pior incêndio desde a criação do parque
Por meio da Força Aérea Brasileira e de órgãos de fiscalização ambiental, Governo do Brasil participa dos esforços para controlar o pior incêndio desde a criação do parque
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Por meio da Força Aérea Brasileira e de órgãos de fiscalização ambiental, Governo do Brasil participa dos esforços para controlar o pior incêndio desde a criação do parque
Por meio da Força Aérea Brasileira e de órgãos de fiscalização ambiental, Governo do Brasil participa dos esforços para controlar o pior incêndio desde a criação do parque
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

banner_servico.jpg

Governo digital