Você está aqui: Página Inicial > Meio Ambiente > 2017 > 08 > Três novas unidades entram no projeto de proteção da Amazônia

Meio Ambiente

Três novas unidades entram no projeto de proteção da Amazônia

Preservação Ambiental

Áreas de conservação em Rondônia e Roraima poderão reforçar ações de proteção ambiental
por Portal Brasil publicado: 11/08/2017 20h23 última modificação: 11/08/2017 22h18

O Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa) vai abranger mais três unidades de conservação (UCs) em Rondônia e Roraima, localizadas na tríplice fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana. Ao todo, a Arpa apoia 72 UCs federais.

Assim, as unidades poderão elaborar plano de manejo, realizar reuniões do conselho gestor e providenciar proteção e aquisição de equipamentos para consolidação da proteção ambiental.

Coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente e executado em parceria com agências de áreas de proteção federais e estaduais, instituições privadas e sociedade civil, o Arpa é gerenciado financeiramente pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio) e financiado com recursos do Global Environment Facility (GEF), do governo da Alemanha (KfW), da Rede WWF, Moore Foundation e do Fundo Amazônia, por meio do BNDES, além de empresas como a Anglo American.

A consolidação do programa Arpa significa a implantação de uma estrutura mínima de gestão que garanta a integridade das unidades de conservação no curto prazo e viabilize o planejamento a médio prazo.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Instituto Chico Mendes

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Banner - Combate às Queimadas

Últimos vídeos

PrevFogo utiliza dados coletador pelo Inpe para combater incêndios
Nesta época do ano, o Prevfogo intensifica a fiscalização das áreas florestais e diminui o índice de áreas destruídas por incêndios
Campanha mundial alerta sobre tráfico de pessoas
Secretaria dos Direitos Humanos do Rio de Janeiro aderiu à campanha Coração Azul com ações de conscientização e alerta sobre o crime
Operação da Força Nacional combate desmatamento no Pará
Antes da operação, agentes receberam instruções preparatórias sobre ética, legalidade, planejamento, técnica e ação de comando
Nesta época do ano, o Prevfogo intensifica a fiscalização das áreas florestais e diminui o índice de áreas destruídas por incêndios
PrevFogo utiliza dados coletador pelo Inpe para combater incêndios
Secretaria dos Direitos Humanos do Rio de Janeiro aderiu à campanha Coração Azul com ações de conscientização e alerta sobre o crime
Campanha mundial alerta sobre tráfico de pessoas
Antes da operação, agentes receberam instruções preparatórias sobre ética, legalidade, planejamento, técnica e ação de comando
Operação da Força Nacional combate desmatamento no Pará

Últimas imagens

Mercúrio é usado em setores como siderurgia, produção de cimento e mineração artesanal de ouro
Mercúrio é usado em setores como siderurgia, produção de cimento e mineração artesanal de ouro
Arquivo/Anvisa
Com Plantadores de Rios, usuário “apadrinha” nascente e ajuda a preservá-la sem mediação do Estado
Com Plantadores de Rios, usuário “apadrinha” nascente e ajuda a preservá-la sem mediação do Estado
Foto: Fabrício Alves/ANA
Fragmentos encontrados têm características de porcelana portuguesa e espanhola
Fragmentos encontrados têm características de porcelana portuguesa e espanhola
Felipe Mendonça/ICMBio
Um guia viu os cacos espalhados pelas rochas e acionou o ICMBio
Um guia viu os cacos espalhados pelas rochas e acionou o ICMBio
Divulgação/Iphan
O objetivo é acompanhar a recuperação da bacia hidrográfica do rio Doce, das zonas costeira e estuarina vizinhas
O objetivo é acompanhar a recuperação da bacia hidrográfica do rio Doce, das zonas costeira e estuarina vizinhas
Divulgação/Ibama

banner_servico.jpg

Governo digital