Você está aqui: Página Inicial > Meio Ambiente > 2018 > 02 > Brasil tem 22 unidades de conservação em lista de proteção às áreas úmidas

Meio Ambiente

Brasil tem 22 unidades de conservação em lista de proteção às áreas úmidas

Conservação

Dia Mundial das Áreas Úmidas destaca necessidade de cuidados com seus complexos ecossistemas
publicado: 02/02/2018 15h35 última modificação: 02/02/2018 15h54

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) e os ambientalistas destacam o Dia Mundial das Áreas Úmidas, comemorado nesta sexta-feira (2), para alertar para a importância desses ecossistemas que incluem as áreas marinhas e costeiras e também áreas continentais e artificiais.

A data reforça a necessidade de conscientização, pois a expansão das cidades tem degradado essas regiões, que são fonte de água potável, reduzem as inundações, filtram os resíduos da água e melhoram a qualidade do ar. A estimativa é que já foram perdidas mais de 64% das áreas úmidas do mundo desde 1900, segundo levantamento da WWF.

O Brasil já promoveu a inclusão de 22 unidades de conservação à lista de atenção internacional, definida na Convenção de Ramsar, realizada em 1971 no Irã. Em 1996, o Brasil tornou-se um dos 150 países que aderiram ao tratado intergovernamental.

Conheça algumas das unidades de conservação brasileiras adicionadas à Lista de Ramsar:

Parque Nacional do Pantanal Matogrossense (MT)

Arquivo/ ICMBio

Parque Nacional do Pantanal Matogrossense

Criado por decreto em 1981, sua área é de 135.000 ha. Está localizado no município de Poconé/MT, na confluência dos rios Paraguai e Cuiabá, na fronteira com Mato Grosso do Sul e Bolívia.

Estação Ecológica Mamirauá (AM)

Arquivo/ Instituo Mamirauá

Estação ecológica Mamirauá

Seus lagos abrigam mais de 300 espécies de peixes, o maior número já registrado para um ambiente de várzea, além de um grande número de aves aquáticas como garças e mergulhões. Foi criada em 1990 e possui 1.124.000 ha de área. 

Ilha do Bananal (TO)

Arquivo/ Ministério do Turismo

Ilha do Bananal

Com área de cerca de 25 mil km², a Ilha do Bananal é considerada a maior ilha fluvial do mundo. Na Lagoa da Confusão são encontradas espécies de fauna e flora únicas.

Reentrâncias Maranhenses (MA)

Arquivo/ Instituto Socioambiental

Reentrâncias Maranhenses

Com 2.680.911,2 ha, é a segunda melhor área de invernada para aves limícolas (que vivem na lama) migratórias e também onde ocorrem alimentação e reprodução de várias espécies de aves costeiras.

Área de Proteção Ambiental da Baixada Maranhense (MA)

Arquivo/ Governo do Maranhão

Área de Proteção Ambiental da Baixada Maranhense

Criada por decreto em 1991, incorpora uma complexa interface de ecossistemas, incluindo manguezais, babaçuais, campos abertos e inundáveis.

Reserva Particular do Patrimônio Natural SESC Pantanal (MT)

Arquivo/ Sesc Pantanal

Reserva Particular do Patrimônio Natural SESC Pantanal

No ano 2000, a reserva foi declarada pela Unesco como Zona-Núcleo da Reserva da Biosfera do Pantanal e, em 2003, foi reconhecida como Sítio Ramsar.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério do Meio Ambiente e da WWF-Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil