Ciência e Tecnologia

Pesca

Pirarucu manejado será vendido em feira no AM

Vantagens incluem preço e possibilidade de comprador exportar produto para outros municípios com autorização do Ibama
publicado: 08/11/2013 14h32, última modificação: 22/12/2017 12h24

Moradores do município de Tefé (AM) poderão adquirir, no próximo sábado (9), pirarucu manejado e produtos da agricultura familiar. A 8ª Feira de Pirarucu Manejado e a 5ª Feira de Produtos da Agricultura Familiar são uma iniciativa de produtores locais com o apoio do Instituto Mamirauá.

Serão comercializados cebolinha, pimenta-de-cheiro, maxixe, macaxeira, farinha de tapioca, goma, abacaxi, banana, abacate, caju, farinha, mel e açaí, além de artesanato e 200 pirarucus. As feiras serão realizadas em apenas um dia. Não haverá restrição de quantidade de quilos por comprador. A estimativa é que a feira gere uma renda de R$ 60 mil para os manejadores.

O preço do quilo do pirarucu manejado custará R$ 10 para o corte do lombo, R$ 9 para a ventrecha (parte mais gorda do peixe) e a rabada terá o valor de R$ 6 o quilo. A cabeça, o espinhaço e a ponta do rabo custarão R$ 5 e as vísceras a R$ 3.

Segundo a coordenadora do Programa de Manejo de Pesca, Ana Cláudia Torres, um dos diferenciais em se adquirir o pescado na feira de pirarucu manejado é a possibilidade de o comprador enviar o produto adquirido para outros municípios.

“A legalidade do produto vai desde o momento da pesca até a venda. O consumidor que comprar a carne do peixe e quiser enviá-lo para outra localidade deverá solicitar, na hora da compra, um comprovante com a quantidade de quilos e o número do lacre do pescado”, disse Ana Cláudia.

Com o comprovante em mãos, o comprador deverá solicitar ao fiscal do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) uma guia de trânsito para o transporte da carne.

Fonte:
Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems