Ciência e Tecnologia

Meio ambiente

Nova plataforma auxilia no monitoramento da Caatinga

Sistema aberto ao público inclui informações sobre ocorrência de chuvas e gera mapas mensais com dados sobre solo
publicado: 22/05/2017 19h49, última modificação: 23/12/2017 11h43
Nova plataforma auxilia no monitoramento da Caatinga

Também é possível encontrar mapas do monitoramento da vegetação para o período de 2007 a 2016 - Foto: Foto: Paulo de Araújo/ MMA

A nova plataforma aberta ao público SimaCaatinga – Sistema de Monitoramento e Alerta para a Cobertura Vegetal da Caatinga  vai facilitar o monitoramento da cobertura vegetal da Caatinga e fornecer alertas sobre a seca.

O projeto foi lançado pelo Instituto Nacional do Semiárido (Insa) e o Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélite da Universidade Federal de Alagoas (Lapis/Ufal)

Segundo o Insa, o SimaCaatinga disponibiliza informações sobre a "saúde" da vegetação do bioma em mapas gerados para cada mês com dados sobre perda de matéria orgânica do solo, degradação ambiental, desertificação, entre outros.

Também é possível encontrar mapas históricos do monitoramento da vegetação para o período de 2007 a 2016, produzidos a partir de imagens de satélite com resolução espacial de três quilômetros e resolução temporal diária, produzido pela agência Eumetsat. Os mapas de chuvas também são gerados para cada mês com dados sobre a escassez ou o excesso hídrico.

O sistema dispõe de uma equipe pronta para atender os pesquisadores interessados em utilizar os dados. Para isso, basta enviar a solicitação pela plataforma, por meio do formulário disponível no menu Solicitações e dúvidas.

Os resultados do monitoramento sistematizado no SimaCaatinga são direcionados principalmente aos tomadores de decisões políticas, bem como aos gestores de instituições públicas e de entidades civis e aos setores privado e acadêmico.

 

Fonte: Portal Brasil, com informações do MCTIC

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems