Infraestrutura

Energia

Usina Hidrelétrica Santo Antônio, em Porto Velho (RO), é concluída

Empreendimento obteve a liberação comercial de suas últimas unidades geradoras nesta terça-feira (3)
publicado: 03/01/2017 18h56, última modificação: 23/12/2017 10h51
UHE Santo Antônio

O começo da operação comercial da usina foi no dia 30 de março de 2012 - Foto: Divulgação/MME

Usina Hidrelétrica Santo Antônio, no Rio Madeira, em Porto Velho (RO), está completamente concluída. O empreendimento tem capacidade para fornecer energia elétrica suficiente para abastecer cerca de seis milhões de habitantes. 

Nesta terça-feira (3), a usina obteve a liberação comercial de suas últimas unidades geradoras. O funcionamento dessas últimas máquinas foi autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), liberando as unidades geradoras 45 a 50 com 417,54 MW adicionados ao Sistema Elétrico Brasileiro. A medida consta no Despacho ANEEL nº 4/2017, publicada no Diário Oficial da União.

A usina faz parte do complexo de geração do Rio Madeira, em Porto Velho (RO), junto à Usina Hidrelétrica Jirau, e teve sua energia vendida nos Leilões A-3/2014 e A-5/2007, realizados respectivamente em 6 de junho de 2014 e 10 de dezembro de 2007, dos quais a Santo Antônio Energia S.A. sagrou-se vencedora. O empreendimento possui em seu projeto 50 turbinas do tipo bulbo, totalizando 3.568,3 Megawatts de capacidade instalada.

Segurança

A implantação do empreendimento faz parte de um conjunto de obras planejadas para dotar o País da infraestrutura de energia elétrica necessária para permitir o seu desenvolvimento com maior segurança.

Além de fornecer eletricidade para o Sistema Interligado Nacional, as últimas seis máquinas da UHE Santo Antônio são conectadas diretamente no setor de 230 kV da SE Porto Velho, trazendo maior confiabilidade ao Sistema Acre-Rondônia.

O começo da operação comercial da usina foi no dia 30 de março de 2012, com a liberação de sua primeira unidade. Com a liberação dessas últimas máquinas, o empreendimento foi concluído e se encontra liberado para operação comercial.

Fonte: Ministério de Minas e Energia (MME)

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems