Meio Ambiente

Pesquisa e conservação

ONGs de Belize conhecem de perto o trabalho do Tamar

Delegação viu de perto a capacidade de transformação de mentalidades em prol da conservação das tartarugas marinhas
publicado: 22/04/2014 17h34, última modificação: 23/12/2017 10h37
Ongs de belize conhecem de perto o trabalho do Tamar

Capacidade de transformação de mentalidades e hábitos tradicionais - Foto: Divulgação/ Tamar

Um grupo de 13 representantes de ONGs e do governo de Belize, e da OAK Foundation, que trabalham com conservação marinha, envolvimento comunitário e áreas protegidas, fizeram visita de dois dias ao Tamar para ver como é realizado o trabalho de proteção às tartarugas marinhas. Conheceram um pouco da experiência em autossustentação, as operações no Centro de Visitantes da Praia do Forte/BA, a principal área de desova de tartarugas na região, a creche Finn Larsen e as atividades socioambientais.

A delegação voltou para a terra natal inspirada na riqueza cultural valorizada e na capacidade de transformação de mentalidades e hábitos tradicionais para a conservação das tartarugas marinhas no Brasil. O Tamar aprendeu em todos esses anos de pesquisa e manejo a trabalhar em zonas de desenvolvimento costeiro, respeitando as necessidades dos animais e das comunidades, conta a coordenadora de pesquisa e conservação, Neca Marcovaldi. O objetivo da visita foi prover de informações e mostrar exemplos para que, dentro de suas realidades, os pesquisadores possam encontrar mecanismos que os ajudem a consolidar e implementar alguns programas e atividades de conservação em sua localidade.

O Programa Mesoamericano da OAK Fundation busca desenvolver uma rede ecologicamente representativa de reservas marinhas na região de Belize, que seja capaz de manter a saúde do ecossistema de recifes de corais e sua vida selvagem, apoiando a segurança alimentar e o desenvolvimento econômico sustentável das comunidades costeiras.

Sobre o Tamar

O Projeto Tamar-ICMBio foi criado em 1980, pelo antigo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal-IBDF, que mais tarde se transformou no Ibama-Instituto Brasileiro de Meio Ambiente. Hoje, é reconhecido internacionalmente como uma das mais bem sucedidas experiências de conservação marinha e serve de modelo para outros países, sobretudo porque envolve as comunidades costeiras diretamente no seu trabalho socioambiental.

Pesquisa, conservação e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil, todas ameaçadas de extinção, é a principal missão do Tamar, que protege cerca de 1.100km de praias, através de 23 bases mantidas em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso desses animais, no litoral e ilhas oceânicas, em nove estados brasileiros.


error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems