Defesa e Segurança

Apoio

Governo garante apoio à cidade mineira de Mariana, inundada por lama após rompimento de barragens

Ministro da Integração Nacional visitou local e disse que prioridade é fazer levantamento das vítimas, fazer busca e prestar assistência aos desabrigados
publicado: 06/11/2015 16h00, última modificação: 23/12/2017 11h02
Governo federal apoia assistência às vitimas do acidente em Mariana

Conforme a Guarda Municipal, todo o distrito de Bento Rodrigues ficou alagado - Foto: EBC

O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, e o secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Adriano Pereira, fizeram um sobrevoo, na manhã desta sexta-feira (6), na região afetada pelo rompimento de duas barragens no interior de Minas Gerais. O acidente aconteceu nesta quinta-feira (5) em Bento Rodrigues, distrito de Mariana (MG), a pouco mais de 100 km de Belo Horizonte. Em seguida, Occhi e Pereira participaram de uma reunião com representantes da empresa Samarco e da prefeitura de Mariana para discutir formas de enfrentamento do desastre.

O ministro Gilberto Occhi disse que a prioridade, neste momento, é identificar as pessoas desaparecidas para fazer um levantamento exato das vítimas, fazer a busca e prestar assistência aos desabrigados. A Polícia Civil, a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Exercito Brasileiro já atuam no local. 

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) está fazendo a articulação das ações dos órgãos do governo federal para auxiliar nos trabalhos no local. 

A equipe do governo federal também esteve no ginásio onde estão os desabrigados pelo acidente. No local, há uma grande quantidade de roupas, colchões e alimentos que estão sendo selecionados para distribuição.

O município de Mariana está fazendo o cadastro das pessoas atingidas pelo rompimento das barragens. A empresa Samarco acompanha os trabalhos da prefeitura e da defesa civil do estado na assistência às famílias desabrigadas. 

Duas  barragens pertencentes à mineradora Samarco se romperam na tarde de quinta-feira (5), no distrito de Bento Rodrigues, zona rural a 23 quilômetros de Mariana (MG), e inundaram a região com lama, rejeitos sólidos e água usados no processo de mineração.

Barragens como essas são feitas para reter os resíduos sólidos e água dos processos de mineração. O rejeito é material que deve ser armazenado para proteção do meio ambiente.

Fonte: Ministério da Integração Nacional e Agência Brasil

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems