Você está aqui: Página Inicial > Textos > Reforma da Previdência: nada muda para quase 70% da população

Reforma da Previdência: nada muda para quase 70% da população

por Governo do Brasil — publicado 07/12/2017 10h27, última modificação 11/12/2017 16h54
Mudanças atingem principalmente os que estão entre os mais ricos do País. O objetivo da reforma é criar um sistema previdenciário mais justo e sem privilégios

Gente como a genteNa prática, a reforma da Previdência vai manter as mesmas regras para aproximadamente 70% da população brasileira, segundo a Casa Civil da Presidência da República. A maior parte dos brasileiros hoje contribui para receber um, dois, até três salários mínimos e se aposentar quando atingir a idade mínima.

A reforma da Previdência não tira direitos dos mais necessitados, pelo contrário, ela garante um sistema mais justo para todos os brasileiros. As regras atuais, com o pagamento de aposentadorias de mais de R$ 30 mil para políticos e para o alto funcionalismo público, criaram uma classe que se aposenta precocemente e com valores que deixam o sistema insustentável.

Combate aos privilégios

Para acabar com essa desigualdade, a reforma da Previdência vai promover um sistema que garanta o pagamento de aposentadorias e pensões de forma mais equilibrada e sustentável e que acabe com privilégios e proteja as camadas mais pobres e vulneráveis da sociedade.

Garantia de direitos

A reforma da Previdência protege quem mais precisa e garante uma aposentadoria mais justa para todos os brasileiros. As regras atuais, com o pagamento de altas aposentadorias para políticos e para parte do funcionalismo público, criam uma classe de privilegiados que se aposentam cedo e com valores que deixam as contas públicas no vermelho. Para acabar com essa desigualdade, a reforma da Previdência vai promover um sistema mais equilibrado e sustentável.

Banner - Reforma da Previdência

Fonte: Governo do Brasil, com informações da Secretaria de Previdência