Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 07 > ANS esclarece usuários de planos de saúde sobre tempo de espera para atendimento

Saúde

ANS esclarece usuários de planos de saúde sobre tempo de espera para atendimento

por Portal Brasil publicado: 11/07/2011 17h34 última modificação: 28/07/2014 12h53

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou nota nesta segunda-feira (11) em resposta a dúvidas de usuários dos planos de saúde sobre o tempo máximo para atendimento por parte das operadoras. No mês de junho, uma resolução da agência impôs mais rigor aos planos de saúde no cumprimento de prazos de atendimento aos pacientes.

No comunicado, a agência reforça que as novas regras valerão apenas a partir de 18 de setembro de 2011, prazo para que as operadoras se adaptem às exigências.

A ANS esclareceu também que o prazo máximo para atendimento refere-se ao atendimento por qualquer profissional da especialidade desejada e não por um profissional específico, da preferência do beneficiário. “A ANS não pode interferir na capacidade de atendimento dos prestadores e sim regular para que haja no mínimo uma alternativa para o atendimento ao beneficiário”, explica a agência.

“O principal objetivo da norma é garantir que o beneficiário tenha acesso a tudo o que contratou e também estimular as operadoras de planos de saúde a promover o credenciamento de prestadores de serviços nos municípios que fazem parte de sua área de cobertura”, completa a nota.


Fonte:
ANS

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Programa diminui o número de cirurgias no joelho
Programa do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (INTO), no Rio de Janeiro, acompanha pacientes e reduz o número de procedimentos cirúrgicos
Ministério da Saúde lança campanha de prevenção à Aids durante o Carnaval
Capital de tradição carnavalesca, Salvador será o palco do lançamento. Serão distribuídos 77 milhões de preservativos
Ministério da Saúde habilita serviços ambulatoriais para processo transexualizador
Nove centros médicos públicos já estão habilitados a atender quem não se identifica com o gênero de nascimento. Desde 2008, o SUS já realizou mais de 300 cirurgias de mudança de sexo
Programa do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (INTO), no Rio de Janeiro, acompanha pacientes e reduz o número de procedimentos cirúrgicos
Programa diminui o número de cirurgias no joelho
Capital de tradição carnavalesca, Salvador será o palco do lançamento. Serão distribuídos 77 milhões de preservativos
Ministério da Saúde lança campanha de prevenção à Aids durante o Carnaval
Nove centros médicos públicos já estão habilitados a atender quem não se identifica com o gênero de nascimento. Desde 2008, o SUS já realizou mais de 300 cirurgias de mudança de sexo
Ministério da Saúde habilita serviços ambulatoriais para processo transexualizador

Últimas imagens

Todas as instituições que prestam serviço assistencial podem preencher o formulário e participar da seleção
Todas as instituições que prestam serviço assistencial podem preencher o formulário e participar da seleção
Divulgação/EBC
A Posic também trabalha a conscientização dos usuários sobre a importância das normas de segurança
A Posic também trabalha a conscientização dos usuários sobre a importância das normas de segurança
Divulgação/EBC
O surto de febre amarela atinge 42 municípios do estado, que têm casos confirmados.
O surto de febre amarela atinge 42 municípios do estado, que têm casos confirmados.
Divulgação/Ministério da Saúde
Resoluções determinam ainda que as empresas recolham os estoques existentes do mercado
Resoluções determinam ainda que as empresas recolham os estoques existentes do mercado
Divulgação/Anvisa
Cada estado recebeu valor baseado na estimativa da população a ser vacinada
Cada estado recebeu valor baseado na estimativa da população a ser vacinada
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde

Governo digital