Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 09 > Hábitos como alimentação saudável e atividade física diminuem incômodos da menopausa

Saúde

Hábitos como alimentação saudável e atividade física diminuem incômodos da menopausa

por Portal Brasil publicado: 15/09/2011 17h56 última modificação: 28/07/2014 12h56

A menopausa marca o final do período reprodutivo da mulher, quando entre 45 e 55 anos, os ovários deixam de produzir hormônios de forma gradativa, até perderem de vez a capacidade de funcionar. No entanto, ocorrem diversas mudanças no organismo feminino nessa fase, que podem predispor o aparecimento e agravamento de algumas doenças. Também nesse período, a mulher pode apresentar uma série de sinais desconfortáveis, como ondas de calor, alteração de humor, insônia, depressão e diminuição do desejo sexual.

De acordo com a coordenadora do Núcleo Saúde da Mulher do Ministério da Saúde, Esther Vilela, adotar hábitos saudáveis pode amenizar muito os problemas que surgem com a menopausa. "É importante fazer exercícios físicos, que inclusive ajudam na questão da osteoporose, tomar sol pela manhã, caminhar, socializar com as amigas e fazer atividades em que a mulher se sinta útil", diz.

A alimentação também pode ser uma aliada nessa fase da vida da mulher. A nutricionista do Hospital Geral do Estado de Alagoas, Ana Cristina Quixabeira, explica que, na menopausa, é indicado o maior consumo de alimentos ricos em cálcio e vitamina D, como laticínios magros, verduras escuras e leguminosas. Segundo Ana Cristina, os alimentos considerados funcionais são inúmeros e, além dos benefícios antes e durante a menopausa, trazem efeitos preventivos sobre diversas doenças. "Os alimentos devem ser vistos com bastante importância, pois podem retardar o estabelecimento de doenças crônico-degenerativas e melhorar a qualidade e expectativa de vida das pessoas", afirma.

Às vezes, mesmo adotando hábitos de vida saudáveis, os sintomas podem continuar incomodando ao ponto de interferir no dia a dia. Nesse caso, a mulher deve procurar seu ginecologista e buscar alternativas para amenizar as ondas de calor, que incomodam e mexem com o humor. É importante enfatizar que o tratamento deve ser individualizado: ginecologista e paciente devem discutir todas as vantagens e riscos dos diversos tipos de terapia existentes e chegar a um consenso sobre o que fazer.

Esther Vilela diz ainda que algumas experiências emocionais intensas, como a saída dos filhos de casa, também  podem intensificar os sintomas da menopausa. Por isso é importante manter o equilíbrio. "Se a mulher estiver mais tranquila em relação aos sintomas que já são comuns a menopausa, como ansiedade, insônia, mal estar e, até mesmo, a perda do desejo sexual, esse sentimento de perda vai passar de uma forma bem mais serena", explica a coordenadora.

Apesar dos desconfortos comuns dessa fase, é possível encarar a menopausa com naturalidade. Esther Vilela enfatiza que o final do ciclo reprodutivo pode ser visto como um estímulo para iniciar uma nova etapa, com conquista de experiências positivas.

 

Fonte:
Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Mais Médicos: um serviço ao Brasil
Médico aposentado que aderiu ao programa do governo federal resolve servir em comunidades carentes.
Mais Médicos para todos
Inscrito no programa do governo federal, médico aposentado defende utilidade do Mais Médicos.
Mais Médicos contribui com importantes resultados na saúde da população brasileira
Renato Tasca, coordenador da Unidade Técnica Mais Médicos da OPAS/OMS, avalia o programa Mais Médicos: "Estou muito orgulhoso de estar apoiando o Brasil nessa tarefa desafiadora"
Médico aposentado que aderiu ao programa do governo federal resolve servir em comunidades carentes.
Mais Médicos: um serviço ao Brasil
Inscrito no programa do governo federal, médico aposentado defende utilidade do Mais Médicos.
Mais Médicos para todos
 Renato Tasca, coordenador da Unidade Técnica Mais Médicos da OPAS/OMS, avalia o programa Mais Médicos: "Estou muito orgulhoso de estar apoiando o Brasil nessa tarefa desafiadora"
Mais Médicos contribui com importantes resultados na saúde da população brasileira

Últimas imagens

Nordeste foi a região mais beneficiada, com 24 médicos. Sudeste receberá 20 profissionais, seguido do Centro-Oeste (7), Sul (7) e o Norte(2)
Nordeste foi a região mais beneficiada, com 24 médicos. Sudeste receberá 20 profissionais, seguido do Centro-Oeste (7), Sul (7) e o Norte(2)
Divulgação/Ministério da Saúde
Cadastro vai possibilitar a criação de políticas para ampliação do número de médicos especialistas, como pediatras
Cadastro vai possibilitar a criação de políticas para ampliação do número de médicos especialistas, como pediatras
Vila Velha-ES
Em 87,1% dos municípios havia atendimento de emergência (24 horas)
Em 87,1% dos municípios havia atendimento de emergência (24 horas)
Divulgação/Governo de SP
Ministro Arthur Chioro assinou um termo de compromisso para o enfrentamento da Hanseníase com 141 municípios matogrossense
Ministro Arthur Chioro assinou um termo de compromisso para o enfrentamento da Hanseníase com 141 municípios matogrossense
Rondon Vellozo/Ascom-MS
Vacina é segura e protege contra a paralisia infantil, que pode levar a morte ou deixar sequelas para o resto da vida
Vacina é segura e protege contra a paralisia infantil, que pode levar a morte ou deixar sequelas para o resto da vida
Gabriel Rosa/SMCS

Governo digital