Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 10 > Ministério da Saúde comemora Dia Mundial de Lavar as Mãos

Saúde

Ministério da Saúde comemora Dia Mundial de Lavar as Mãos

por Portal Brasil publicado: 14/10/2011 10h58 última modificação: 28/07/2014 12h50

Manter as mãos sempre limpas é uma das maneiras mais simples e eficientes de evitar doenças infecciosas transmitidas por bactérias, vírus, ou fungos. Para ajudar a difundir esta ideia, o Ministério da Saúde participa de uma mobilização nacional, nesta sexta-feira (14), em comemoração ao Dia Mundial de Lavar as Mãos, com o objetivo de alertar e conscientizar a população que ter mãos limpas é um direito e um dever.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, estará na Escola Estadual Duque de Caxias, em Teresina (PI), integrante do Programa Saúde na Escola (PSE), que está realizando ações em todo o País. A mobilização, que traz o tema “Saúde a gente também aprende na escola. Lave as mãos com água e sabão, sempre”, é uma iniciativa do Ministério da Saúde, em parceria com a Organização Panamericana de Saúde (Opas). O ministro vai falar para os alunos, funcionários e professores sobre os benefícios do simples ato de lavar as mãos.

“No Programa Saúde na Escola, conseguimos mobilizar tanto profissionais de unidades básicas de saúde quanto o público escolar, professores, funcionários e alunos, para este ato simples que muitas vezes passa despercebido no dia a dia”, afirmou Raquel Turci, coordenadora do Programa Saúde na Escola do Ministério da Saúde.

Além do hotsite, que será disponibilizado para a rede de educação e saúde, o Ministério da Saúde também produziu cartazes educativos ensinando os passos básicos para lavar as mãos corretamente.

Segundo a orientação da Organização Mundial de Saúde, a lavagem das mãos deve durar de 40 a 60 segundos, o equivalente a cantar duas vezes “Parabéns a você”.


Saúde na Escola

O Programa Saúde na Escola (PSE), instituído por Decreto Presidencial 6.286 de 5 de dezembro de 2007, surge como uma política intersetorial entre o Ministério da Saúde e o Ministério da Educação (MEC) na perspectiva da atenção integral à saúde de crianças, adolescentes e jovens do ensino público básico, no âmbito das escolas e unidades básicas de saúde, com ações realizadas por Equipes de Saúde da Família e Equipes das Escolas. Até este ano, mais de 2.800 municípios já pediram adesão ao programa, com isso mais de 200 mil educandos vão ser beneficiados com as ações.


Fonte:
Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Quase 58 mil casos de câncer de mama foram diagnosticados no Brasil
Campanha do Outubro Rosa conscientiza sobre o câncer de mama. Pacientes do Rio de Janeiro contam como encontraram apoio no SUS
Número de brasileiros no Programa Mais Médicos aumentou
Em um ano, aumentou 44% a participação de médicos brasileiros no Programa Mais Médicos. Expectativa do governo é substituir 4 mil profissionais em três anos
Governo amplia recursos para UPAs 24h
Ministério da Saúde amplia em R$ 93 milhões os recursos para UPAS 24 horas. O investimento será usado para pagar e qualificar os serviços ofertados à população
Campanha do Outubro Rosa conscientiza sobre o câncer de mama. Pacientes do Rio de Janeiro contam como encontraram apoio no SUS
Quase 58 mil casos de câncer de mama foram diagnosticados no Brasil
Em um ano, aumentou 44% a participação de médicos brasileiros no Programa Mais Médicos. Expectativa do governo é substituir 4 mil profissionais em três anos
Número de brasileiros no Programa Mais Médicos aumentou
Ministério da Saúde amplia em R$ 93 milhões os recursos para UPAS 24 horas. O investimento será usado para pagar e qualificar os serviços ofertados à população
Governo amplia recursos para UPAs 24h

Últimas imagens

A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
Arquivo/Ministério da Saúde
Com a globalização, vírus do sarampo e rubéola, endêmicos na Europa, podem voltar a circular no Brasil
Com a globalização, vírus do sarampo e rubéola, endêmicos na Europa, podem voltar a circular no Brasil
Foto: Andre Borges/Agência Brasília
Vírus do sarampo e rubéola são endêmicos em países europeus e, com a globalização, podem voltar a circular no Brasil
Vírus do sarampo e rubéola são endêmicos em países europeus e, com a globalização, podem voltar a circular no Brasil
Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília
Programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas
Programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas
Cícero Oliveira/UFRN

Governo digital