Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 11 > Campanhas de saúde apostam em prevenção para evitar expansão da Diabetes

Saúde

Campanhas de saúde apostam em prevenção para evitar expansão da Diabetes

por Portal Brasil publicado: 11/11/2011 17h46 última modificação: 28/07/2014 12h49

Até o ano de 2030, estima-se que crescerão em 54% os novos casos de diabetes em todo o mundo, gerando uma concentração de 438 milhões de diabéticos no planeta, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Federação Internacional de Diabetes (IDF). No Brasil, a expectativa não é diferente: na época, o País passará da 8ª posição do ranking mundial de portadores do diabetes para a 6ª posição. Para tentar frear ou minimizar essa expansão na ocorrência da doença é que as autoridades mundiais, e também do Brasil, estão apostando na campanha de prevenção e educação dos pacientes.

Até o ano de 2013, essas serão as duas bandeiras da campanha mundial definida pela Federação Internacional de Diabetes (IDF) - entidade vinculada à Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, o dia mundial da doença será lembrado na próxima segunda-feira (14), com ações educativas da campanha “Diabetes: Educar Para Prevenir”, que já se estendem desde o último dia 7 em todo o País.

Um balanço divulgado nesta sexta-feira (11) pelo Ministério da Saúde aponta que o total de diabéticos e hipertensos beneficiados pelo programa do governo federal Saúde Não Tem  Preço subiu para 3 milhões — número quatro vezes maior do que o registrado em janeiro, quando 843 mil diabéticos e hipertensos foram atendidos. A região Norte apresentou maior crescimento do País no número de beneficiados: 763% de janeiro a outubro.

A pesquisa Vigitel, inquérito por telefone do ministério publicada neste ano, verificou que 6,3% da população igual ou maior de 18 anos possui diabetes, o que representa mais de oito milhões de pessoas. A pasta estima que outras três milhões de pessoas desconhecem serem portadores da diabetes.


Fonte:
Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mutirão já realizou mais de 33 mil cirurgias no país
O Ministério da Saúde está trabalhando para diminuir a espera por cirurgias eletivas, aquelas que não são emergências
Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
O Ministério da Saúde está trabalhando para diminuir a espera por cirurgias eletivas, aquelas que não são emergências
Mutirão já realizou mais de 33 mil cirurgias no país
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País

Últimas imagens

Soro
Divulgação/Prefeitura de Campo Verde (MT)
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde

Governo digital