Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 11 > Documento para Rio +20 registra os avanços da saúde no Brasil

Saúde

Documento para Rio +20 registra os avanços da saúde no Brasil

por Portal Brasil publicado: 17/11/2011 16h36 última modificação: 28/07/2014 12h49

O Ministério da Saúde está elaborando documento com informações específicas sobre a saúde no Brasil para serem discutidas no contexto da Conferência Mundial sobre o Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, Rio +20, que será realizada em junho de 2012 no Rio de Janeiro. Os avanços do atendimento a saúde no País desde a realização da Conferência Rio 92 e os desafios que a saúde irá enfrentar após a Conferência Rio +20 são alguns dos temas abordados no documento. 

“Em 1992, o Sistema Único de Saúde [SUS] cobria 3% da atenção básica, hoje atendemos 61%. O que representa mais de 100 milhões de pessoas beneficiadas. Além disso, a significativa melhoria das condições sanitárias urbanas. Esses fatos são um grande avanço para a saúde no Brasil”, diz o diretor do Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde, Guilherme Franco Netto.

Além de apontar pontos positivos, o documento pretende mostrar outros fatos que afetam a saúde da população, como o caso da urbanização descontrolada. O Brasil é o país mais urbanizado da América Latina, dado que não significa, obrigatoriamente, qualidade de vida. “O que temos hoje são aglomerados urbanos estruturados de forma não planejada, onde a população está em péssimas condições e a saúde da população é diretamente afetada por esse crescimento desordenado”, ressalta Guilherme Netto.

Para elaborar o documento o Ministério da Saúde criou o Grupo de Trabalho (GT) para a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável Rio +20. No dia 14 de novembro, o GT realizou reunião sobre a saúde na Rio +20 durante o Congresso de Epidemiologia da Associação Brasileira de Pós-graduação em Saúde Coletiva (Abrasco), em São Paulo. O objetivo do encontro foi obter contribuições ao documento do ministério sobre saúde e desenvolvimento sustentável. 


Grupo de Trabalho

No mês de agosto de 2011, foi publicada Portaria do Ministério da Saúde 2030/11 que instituiu o Grupo de Trabalho da Saúde para a Conferência das Nações Unidas em Desenvolvimento Sustentável (RIO + 20).

O GT tem o compromisso de formular propostas de contribuição da saúde para os eixos da Conferência Rio +20: economia verde no combate à miséria; governança visando o fortalecimento do desenvolvimento sustentável e articular a participação do setor Saúde na Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (Rio + 20). 

 

Fonte:
Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Mais Médicos: um serviço ao Brasil
Médico aposentado que aderiu ao programa do governo federal resolve servir em comunidades carentes.
Mais Médicos para todos
Inscrito no programa do governo federal, médico aposentado defende utilidade do Mais Médicos.
Mais Médicos contribui com importantes resultados na saúde da população brasileira
Renato Tasca, coordenador da Unidade Técnica Mais Médicos da OPAS/OMS, avalia o programa Mais Médicos: "Estou muito orgulhoso de estar apoiando o Brasil nessa tarefa desafiadora"
Médico aposentado que aderiu ao programa do governo federal resolve servir em comunidades carentes.
Mais Médicos: um serviço ao Brasil
Inscrito no programa do governo federal, médico aposentado defende utilidade do Mais Médicos.
Mais Médicos para todos
 Renato Tasca, coordenador da Unidade Técnica Mais Médicos da OPAS/OMS, avalia o programa Mais Médicos: "Estou muito orgulhoso de estar apoiando o Brasil nessa tarefa desafiadora"
Mais Médicos contribui com importantes resultados na saúde da população brasileira

Últimas imagens

Nordeste foi a região mais beneficiada, com 24 médicos. Sudeste receberá 20 profissionais, seguido do Centro-Oeste (7), Sul (7) e o Norte(2)
Nordeste foi a região mais beneficiada, com 24 médicos. Sudeste receberá 20 profissionais, seguido do Centro-Oeste (7), Sul (7) e o Norte(2)
Divulgação/Ministério da Saúde
Cadastro vai possibilitar a criação de políticas para ampliação do número de médicos especialistas, como pediatras
Cadastro vai possibilitar a criação de políticas para ampliação do número de médicos especialistas, como pediatras
Vila Velha-ES
Em 87,1% dos municípios havia atendimento de emergência (24 horas)
Em 87,1% dos municípios havia atendimento de emergência (24 horas)
Divulgação/Governo de SP
Ministro Arthur Chioro assinou um termo de compromisso para o enfrentamento da Hanseníase com 141 municípios matogrossense
Ministro Arthur Chioro assinou um termo de compromisso para o enfrentamento da Hanseníase com 141 municípios matogrossense
Rondon Vellozo/Ascom-MS
Vacina é segura e protege contra a paralisia infantil, que pode levar a morte ou deixar sequelas para o resto da vida
Vacina é segura e protege contra a paralisia infantil, que pode levar a morte ou deixar sequelas para o resto da vida
Gabriel Rosa/SMCS

Governo digital