Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 11 > Hospital no RJ será o primeiro de 11 a passar por diagnóstico da emergência

Saúde

Hospital no RJ será o primeiro de 11 a passar por diagnóstico da emergência

por Portal Brasil publicado: 22/11/2011 19h58 última modificação: 28/07/2014 12h49

Primeiro dos 11 hospitais brasileiros a receber o S.O.S Emergências, o Miguel Couto, no Rio de Janeiro, vai passar pelo diagnóstico do Ministério da Saúde a partir do dia 9 de novembro. Durante 30 dias, serão levantadas as principais dificuldades relacionadas à porta de entrada hospitalar e as medidas para redução o tempo de permanência dos pacientes na emergência.

O S.O.S Emergências é uma estratégia do Ministério da Saúde – executada em parceria com estados e municípios – que vai qualificar a gestão e o atendimento nas emergências de grandes hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS). No Rio de Janeiro, além do Miguel Couto, da rede municipal, o Hospital Estadual Albert Schweitzer também passará pela avaliação.

Referência em neurocirurgia, traumato-ortopedia e cirurgia vascular, o Miguel Couto foi selecionado para receber a ação por possuir pronto-socorro e por realizar grande número de internações — 11,21 mil de janeiro a outubro deste ano.

No S.OS. Emergência, um grupo de representantes do ministério, das secretarias estaduais e municipais de Saúde e do hospital também vai avaliar a regulação de leitos de retaguarda em unidades da região para atender à demanda do hospital. O núcleo avaliará, por exemplo, quantas equipes do Melhor em Casa poderão ser criadas.

O Ministério da Saúde vai liberar recursos de R$ 3 milhões para cada um dos hospitais para a realização de obras e aquisição de equipamentos – conforme for definido após as avaliações feitas pelos núcleos, em conjunto com a direção das unidades.


Rede

O S.O.S Emergências integra a Rede Saúde Toda Hora e, além do Miguel Couto e do Albert Schweitzer, será realizado em mais nove hospitais de grande porte, localizados em oito capitais: Recife (PE), Fortaleza (CE), Salvador (BA), Brasília (DF), São Paulo (SP), Belo Horizonte (BH), Goiânia (GO) e Porto Alegre (RS).

Todos os hospitais selecionados são referências regionais, possuem pronto-socorro e realizam grande número de internações e atendimentos ambulatoriais. A meta é que até 2014 o S.O.S Emergências atinja os 40 maiores prontos-socorros brasileiros, em 26 estados e no Distrito Federal. 


Fonte:
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Prefeituras podem contratar médicos direto com a Opas
Com decisão do Ministério da Saúde, médicos cubanos do Mais Médicos serão contratados em convênio direto com Organização
OPAS reconhece extinção de rubéola e sarampo do Brasil
Organização concedeu ao País certificação internacional pela erradicação das doenças
Ações de saúde em escolas municipais recebem R$ 89 milhões
Ministério da Saúde repassará valor para municípios que aderirem à nova etapa do programa Saúde na Escola
Com decisão do Ministério da Saúde, médicos cubanos do Mais Médicos serão contratados em convênio direto com Organização
Prefeituras podem contratar médicos direto com a Opas
Organização concedeu ao País certificação internacional pela erradicação das doenças
OPAS reconhece extinção de rubéola e sarampo do Brasil
Ministério da Saúde repassará valor para municípios que aderirem à nova etapa do programa Saúde na Escola
Ações de saúde em escolas municipais recebem R$ 89 milhões

Últimas imagens

Empresa deve comprovar a qualidade, a segurança e a eficácia do produto a ser registrado
Empresa deve comprovar a qualidade, a segurança e a eficácia do produto a ser registrado
Marcos Santos/USP Imagens
Licenciamento de salões de beleza, por exemplo, dispensam requerimentos prévios
Licenciamento de salões de beleza, por exemplo, dispensam requerimentos prévios
Ronaldo Lima/Prefeitura de Diadema (SP)
Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Arquivo/EBC
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Arquivo/EBC

Governo digital