Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 11 > Maternidade precoce na América Latina é maior entre jovens afrodescedentes

Saúde

Maternidade precoce na América Latina é maior entre jovens afrodescedentes

por Portal Brasil publicado: 18/11/2011 16h30 última modificação: 28/07/2014 12h49

Estudo divulgado nesta sexta-feira (18), pelo Fundo de População das Nações Unidas (Unfpa), mostra que os índices de maternidade precoce na América Latina são maiores entre as jovens afrodescendentes do que no restante da população jovem.

De acordo com o relatório Juventude Afrodescendente na América Latina: Realidades Diversas e Direitos (des)Cumpridos, no Equador, 23% das jovens afrodescedentes com idade entre 15 e 19 anos eram mães em 2001, enquanto no restante da população jovem do País o índice chegava a 16%.

Na Colômbia, a taxa alcança 18% contra 14%, no Brasil, 17% contra 13%, na Costa Rica, 16% contra 13%, e em El Salvador, 16% contra 15%. Na Guatemala, em Honduras, na Nicarágua e no Panamá, a porcentagem de mulheres jovens que são mães é menor entre afrodescendentes, mas os altos números são considerados pelo fundo como preocupantes.

Jovens que frequentaram pouco a escola representam a maioria dos casos de maternidade precoce na América Latina – sobretudo jovens afrodescedentes com menos de cinco anos de estudo. A taxa de maternidade no grupo varia de 21% e 37% na região. Já entre as jovens com maior escolaridade, os índices variam de 5% a 11%.


Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento

Últimas imagens

Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Foto: Rodrigo Nunes/MS
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Arquivo/Ministério da Saúde
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Olival Santos/Governo de Alagoas
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Divulgação/Prefeitura de Itanhaém (SP)

Governo digital