Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 11 > Prazo para vacinação de bovinos contra aftosa no Paraná termina nesta quinta-feira (30)

Saúde

Prazo para vacinação de bovinos contra aftosa no Paraná termina nesta quinta-feira (30)

por Portal Brasil publicado: 29/11/2011 12h04 última modificação: 28/07/2014 12h49

O prazo para vacinar bovinos e bubalinos (búfalos) contra a febre aftosa e comprovar a vacinação termina nesta quarta-feira (30), no Paraná. De acordo com a Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab) do estado, a expectativa é que seja vacinado todo o rebanho paranaense, estimado em 9,3 milhões de animais.

Foram apresentados, até agora, comprovantes referentes a pouco mais de 50% do rebanho. Entretanto, a secretaria acredita que a vacinação já supera esse índice e que os produtores apenas não apresentaram o documento, que é obrigatório.

A primeira etapa da campanha, em maio, atingiu 97,02% do rebanho paranaense. Foram vacinados animais com menos de 24 meses, idade mais vulnerável à doença. Na segunda etapa, foram vacinados animais de todas as idades, inclusive os bezerros com poucos dias de vida.

Os médicos-veterinários da secretaria visitarão as propriedades que não apresentaram a comprovação, e os responsáveis pelo gado poderão ser autuados e multados em R$ 96,09 por cabeça não vacinada.

Além disso, os proprietários serão impedidos de transportar os animais para qualquer finalidade. O órgão avisa que não serão emitidas guias de Trânsito Animal (GTAs) para proprietários que não apresentarem a comprovação de vacinação do rebanho.

 

Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mutirão já realizou mais de 33 mil cirurgias no país
O Ministério da Saúde está trabalhando para diminuir a espera por cirurgias eletivas, aquelas que não são emergências
Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
O Ministério da Saúde está trabalhando para diminuir a espera por cirurgias eletivas, aquelas que não são emergências
Mutirão já realizou mais de 33 mil cirurgias no país
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País

Últimas imagens

Soro
Divulgação/Prefeitura de Campo Verde (MT)
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde

Governo digital