Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 11 > Sergipe receberá R$ 60 mi para investir em programa de assistência à gestantes

Saúde

Sergipe receberá R$ 60 mi para investir em programa de assistência à gestantes

por Portal Brasil publicado: 25/11/2011 16h44 última modificação: 28/07/2014 12h49

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, inaugurou um novo hospital no interior de Sergipe nesta quinta-feira (24). Com mais de 100 leitos e atendimento de emergência, o Hospital Regional de Estância vai atender a região sul do estado. O ministro também anunciou recursos adicionais de R$ 60 milhões para a estruturação da Rede Cegonha e do Saúde Toda Hora na região. Os programas foram lançados neste ano pelo Ministério da Saúde e preveem ações para a melhoria da assistência às gestantes e expansão do atendimento de urgência e emergência.

“Inauguramos serviços importantes e que fazem parte da Rede Cegonha. Esta é uma prioridade do Ministério da Saúde que visa oferecer um atendimento mais humanizado às gestantes, para que, nesse momento tão importante, elas se sintam mais seguras”, destacou Padilha.

O ministro da Saúde inaugurou também a unidade pediátrica do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) e dois novos serviços do Hospital e Maternidade Santa Isabel, a Casa da Gestante e o Centro de Parto Normal. Esta é a primeira unidade do estado a aderir à Rede Cegonha.

A unidade pediátrica contará com 65 vagas no pronto-socorro e 50 leitos de internação e ajudará a ampliar a assistência às crianças. Atualmente, cerca de 150 meninos e meninas são atendidos por dia no hospital.

Este ano, os recursos destinados pelo Ministério da Saúde para os 45 hospitais universitários federais do País será de cerca de R$ 500 milhões.


Fonte:
Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Divulgação/EBC
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Divulgação/Ministério da Saúde
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Arquivo/Anvisa
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Divulgação/Governo do Paraná

Governo digital