Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 11 > Taxa de mortalidade por doenças crônicas no País cai 26%, aponta estudo

Saúde

Taxa de mortalidade por doenças crônicas no País cai 26%, aponta estudo

por Portal Brasil publicado: 01/11/2011 16h02 última modificação: 28/07/2014 12h49

A taxa de mortalidade por Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) diminuiu 26% entre 1991 e 2009, caindo de 711 para 526 mortes para cada 100 mil habitantes. Os números constam no estudo Saúde Brasil 2010, publicação do Ministério da Saúde que analisa a situação geral de saúde do brasileiro e contribui para a definição de estratégias e políticas públicas.

No período analisado, o índice de mortes por DCNT reduziu em 1,4% ao ano. Quando considerado um intervalo de tempo menor, de 2005 a 2009, o declínio da mortalidade foi ainda mais acelerado, com redução média anual de 1,6%.

Do total de óbitos registrados em 2009 por todas as causas, ou seja cerca de um milhão de mortes, 742.779 foram por doenças crônicas, que representam 72% dos óbitos no Brasil e são a principal causa de mortalidade no País.

Entre as mortes por DCNT, 80,7% foram provocadas por doenças cardiovasculares, câncer, doença respiratória crônica e diabetes. As conclusões do estudo estão sendo apresentadas e discutidas durante a 11ª Mostra Nacional de Experiências Bem-Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças (Expoepi), que acontece até a próxima quinta-feira (3), em Brasília (DF).

Para diminuir ainda mais a mortalidade por essas doenças, o Ministério da Saúde lançou, em agosto, o Plano de Ações de Enfrentamento às Doenças Crônicas Não Transmissíveis, que define ações e recursos para o enfrentamento dessas enfermidades nos próximos dez anos. A meta é uma redução gradativa da taxa de mortalidade entre pessoas com menos de 70 anos de idade para o alcance de um índice de 2% ao ano.

De acordo com o diretor de Análise de Situação de Saúde do Ministério da Saúde e coordenador do Saúde Brasil, Otaliba Libânio, o enfrentamento das DCNT e dos principais fatores de risco para estas doenças, como a obesidade, o tabagismo, a alimentação inadequada, a inatividade física e o uso abusivo de álcool, resultará na diminuição dos gastos com o tratamento dos pacientes e, principalmente, na melhoria da qualidade de vida dos brasileiros e em um envelhecimento mais ativo e saudável. "O tratamento para as doenças crônicas é prolongado, onerando os indivíduos, as famílias e os sistemas de saúde", observa Libânio.

Foto:
Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

 Em 2016, mais de 2 milhões de atendimentos das PICs foram realizados em Unidades Básicas de Saúde
Em 2016, mais de 2 milhões de atendimentos das PICs foram realizados em Unidades Básicas de Saúde
Divulgação/Governo do Rio Grande do Sul
A interdição é resultado da comunicação com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
A interdição é resultado da comunicação com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
Foto: Gilson Abreu/Fiep
Anvisa determinou que a empresa Newage Indústria de Bebidas Ltda recolha o estoque
Anvisa determinou que a empresa Newage Indústria de Bebidas Ltda recolha o estoque
Carla Cleto/Governo de Alagoas
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Divulgação/EBC
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Divulgação/Ministério da Saúde

Governo digital