Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 12 > Academias da Saúde também são espaços de cidadania, segundo Ministro da Saúde

Saúde

Academias da Saúde também são espaços de cidadania, segundo Ministro da Saúde

por Portal Brasil publicado: 02/12/2011 19h24 última modificação: 28/07/2014 12h48

“As Academias da Saúde são mecanismos de aprimoramento da gestão, de forma a investir não apenas no tratamento de doenças, mas na prevenção”, resumiu o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, ao falar sobre o programa, que estimula a criação de espaços adequados para a prática de atividades físicas e lazer em todo o Brasil.  Até 2014, o Brasil terá cerca 4 mil pólos, que estão sendo readequados para atender às necessidades do programa, cujas atividades devem estar ligadas aos serviços de atenção básica.
A coordenadora de Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis, do Ministério da Saúde, Deborah Malta, observa que as academias da saúde fazem parte das estratégias do governo federal para a promoção da saúde, prevenção de enfermidades e redução de mortes prematuras por doenças crônicas não transmissíveis, como o diabetes, a hipertensão e os problemas cardiovasculares. “Nosso empenho em ampliar o número de academias vem da preocupação de assegurar o acesso da população de baixa renda a hábitos saudáveis, incluindo atividades físicas com a orientação de profissionais qualificados e atentos para as necessidades de saúde de cada comunidade”, explica.
Para mostrar algumas das atividades realizadas nas academias da saúde, professores de educação física vinculados ao programa ofereceram nesta sexta-feira (2) aula para os participantes da 14ª Conferência Nacional de Saúde.
Alexandre Padilha participou da aula e destacou alguns depoimentos colhidos nos municípios que já contam com academias em pleno funcionamento indicam melhoras na saúde de pessoas que passaram a se exercitar. “Tivemos relatos de diminuição de uso de antiinflamatórios, antidepressivos e de medicamentos para pressão alta – esses são indicativos da importância de uma política que estimule a prática de atividades físicas como parte de um programa de promoção da saúde e de prevenção.”
A professora de educação física Giselle Luz, da Academia da Cidade em Recife, lembra que as atividades, todas gratuitas, são oferecidas em horários variados e se destinam a pessoas de todas as idades. Para ela, as academias também se convertem em espaços para exercitar a cidadania e a participação social. “Além de fazerem exercício juntas, com orientação de profissionais com foco na saúde, as pessoas também acabam se motivando para trocar idéias.”
A construção desses espaços é uma das estratégias do governo federal para a promoção da saúde, prevenção e redução de mortes prematuras por Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT). Lançado em agosto, o plano tem por meta a redução de 2% ao ano nas mortes prematuras por essas doenças. Para isso, atuará para a melhoria de indicadores como tabagismo, álcool, alimentação inadequada, sedentarismo e obesidade.
Saiba mais aqui sobre o Programa Academia da Saúde.

Fonte:
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Quase 58 mil casos de câncer de mama foram diagnosticados no Brasil
Campanha do Outubro Rosa conscientiza sobre o câncer de mama. Pacientes do Rio de Janeiro contam como encontraram apoio no SUS
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões
Campanha do Outubro Rosa conscientiza sobre o câncer de mama. Pacientes do Rio de Janeiro contam como encontraram apoio no SUS
Quase 58 mil casos de câncer de mama foram diagnosticados no Brasil

Últimas imagens

A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
Arquivo/Ministério da Saúde
Com a globalização, vírus do sarampo e rubéola, endêmicos na Europa, podem voltar a circular no Brasil
Com a globalização, vírus do sarampo e rubéola, endêmicos na Europa, podem voltar a circular no Brasil
Foto: Andre Borges/Agência Brasília
Vírus do sarampo e rubéola são endêmicos em países europeus e, com a globalização, podem voltar a circular no Brasil
Vírus do sarampo e rubéola são endêmicos em países europeus e, com a globalização, podem voltar a circular no Brasil
Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília
Programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas
Programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas
Cícero Oliveira/UFRN

Governo digital