Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 12 > Anvisa proíbe distribuição e venda de lote de açúcar cristal

Saúde

Anvisa proíbe distribuição e venda de lote de açúcar cristal

por Portal Brasil publicado: 08/12/2011 20h06 última modificação: 28/07/2014 12h48

Resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicada nesta quinta-feira (8) no Diário Oficial da União proíbe a distribuição e comercialização em todo o País do açúcar cristal marca Levesucar, com data de validade em abril de 2013, distribuído por Silveira Comércio e Negócios de Açúcar Ltda., de Ribeirão Preto (SP).

Laudo do Instituto Adolfo Lutz constatou a presença de grânulos irregulares com formatos diversos de partículas metálicas que indicam “falha na adoção de boas práticas de fabricação”.

Os primeiros casos de denúncia de contaminação de açúcar com fragmentos metálicos surgiram em Minas Gerais, em julho passado. De acordo com a Anvisa, a depender da dimensão e formato desses fragmentos, pode haver lesão no trato gastrointestinal do consumidor.

Desde então, a Anvisa orientou as vigilâncias sanitárias a intensificar a atividade de fiscalização das unidades beneficiadoras de açúcar.

Em outra resolução, a Anvisa determinou a interdição cautelar do lote 8014L JL 116 do produto canela da China em pó, marca Kinino, data de validade em 6 de julho de 2012, distribuído por RH do Brasil Indústria e Comércio de Produtos Alimentícios Ltda., de São José do Rio Preto (SP). O produto continha fragmentos de insetos, segundo a resolução.

Foi interditado ainda o amendoim marca Primor, data de validade 30 de junho de 2012, produzido pela empresa Alimentos Primor Ltda., de Campo Belo (MG), por conter aflatoxinas acima do permitido pela legislação sanitária.

Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Prefeituras podem contratar médicos direto com a Opas
Com decisão do Ministério da Saúde, médicos cubanos do Mais Médicos serão contratados em convênio direto com Organização
OPAS reconhece extinção de rubéola e sarampo do Brasil
Organização concedeu ao País certificação internacional pela erradicação das doenças
Ações de saúde em escolas municipais recebem R$ 89 milhões
Ministério da Saúde repassará valor para municípios que aderirem à nova etapa do programa Saúde na Escola
Com decisão do Ministério da Saúde, médicos cubanos do Mais Médicos serão contratados em convênio direto com Organização
Prefeituras podem contratar médicos direto com a Opas
Organização concedeu ao País certificação internacional pela erradicação das doenças
OPAS reconhece extinção de rubéola e sarampo do Brasil
Ministério da Saúde repassará valor para municípios que aderirem à nova etapa do programa Saúde na Escola
Ações de saúde em escolas municipais recebem R$ 89 milhões

Últimas imagens

Empresa deve comprovar a qualidade, a segurança e a eficácia do produto a ser registrado
Empresa deve comprovar a qualidade, a segurança e a eficácia do produto a ser registrado
Marcos Santos/USP Imagens
Licenciamento de salões de beleza, por exemplo, dispensam requerimentos prévios
Licenciamento de salões de beleza, por exemplo, dispensam requerimentos prévios
Ronaldo Lima/Prefeitura de Diadema (SP)
Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Arquivo/EBC
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Arquivo/EBC

Governo digital