Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 12 > Anvisa recomenda vacinação contra sarampo em viagens para Europa

Saúde

Anvisa recomenda vacinação contra sarampo em viagens para Europa

por Portal Brasil publicado: 16/12/2011 18h03 última modificação: 28/07/2014 12h48

Dados da Organização Mundial da Saúde, divulgados no início deste mês, apontam que os países da Europa registraram cerca de 26 mil casos de sarampo durante o ano de 2011. A França  foi o país que apresentou o maior número de casos da doença.

Para evitar problemas de saúde relacionados à doença, os brasileiros que vão viajar para a região não devem esquecer a vacina. “Apesar de não ser uma exigência, se considerarmos que foram diagnosticados casos de sarampo em 36 países da Europa, é fundamental que os brasileiros que vão se deslocar para o continente estejam vacinados contra a enfermidade”, orienta o diretor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Agenor Álvares.

De acordo com o diretor, a vacinação é a medida mais eficaz de prevenção contra o sarampo e pode ser encontrada gratuitamente nos postos de saúde do País. O calendário de vacinação da criança estabelece que a vacina tríplice viral (contra sarampo, rubéola e caxumba) deve ser aplicada aos 12 meses de vida, com uma dose de reforço entre quatro e seis anos de idade.

Adultos até 39 anos, se homem, e até 49 anos, no caso das mulheres, também necessitam verificar se estão atualizados com as duas doses da vacina. A única exceção é para a as gestantes, que não podem tomar a vacina.

Desde 2000, não há casos de circulação do vírus do sarampo no Brasil. “Os casos de sarampo que tivemos depois desta data foi justamente de pessoas que chegaram infectadas de outros países, por isso, a vacinação é uma medida preventiva não só para o viajante como também para impedir a entrada desta doença em nosso País”, ressalta Álvares.

Sarampo

O sarampo é uma doença infecciosa aguda do sistema respiratório, altamente contagiosa, usualmente de evolução benigna, que tem como principal complicação a broncopneumonia. Seus principais sintomas são: febre alta, manchas vermelhas pelo corpo, mal-estar geral, coriza, conjuntivite e tosse.

 

Fonte:
Anvisa

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Fiocruz participa da Semana Nacional dos Museus com uma série de atividades
Museu da Vida da Fiocruz, no Rio de Janeiro, apresenta uma programação especial em homenagem à Semana Nacional dos Museus
Campanha do Ministério da Saúde incentiva a doação de leite materno
Ministério da Saúde lançou campanha para incentivar a doação de leite materno com slogan "Um pouquinho do que você doa, é tudo para quem precisa"
Governo decreta fim da Emergência Nacional para o vírus zika e microcefalia
Governo decretou fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional para o vírus zika e a microcefalia. Medida ocorre após queda na ocorrência dos casos do vírus no País.
Museu da Vida da Fiocruz, no Rio de Janeiro, apresenta uma programação especial em homenagem à Semana Nacional dos Museus
Fiocruz participa da Semana Nacional dos Museus com uma série de atividades
Ministério da Saúde lançou campanha para incentivar a doação de leite materno com slogan "Um pouquinho do que você doa, é tudo para quem precisa"
Campanha do Ministério da Saúde incentiva a doação de leite materno
Governo decretou fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional para o vírus zika e a microcefalia.  Medida ocorre após queda na ocorrência dos casos do vírus no País.
Governo decreta fim da Emergência Nacional para o vírus zika e microcefalia

Últimas imagens

Glaucoma não tem cura, mas pode ser controlado com colírios ou cirurgia
Glaucoma não tem cura, mas pode ser controlado com colírios ou cirurgia
Divulgação/Governo do Espírito Santo
O laboratório público Bio-Manguinhos/Fiocruz produz cerca de 6 milhões de doses mensais da vacina
O laboratório público Bio-Manguinhos/Fiocruz produz cerca de 6 milhões de doses mensais da vacina
Divulgação/Ministério da Saúde
Percentual de adultos que consomem frutas e hortaliças regularmente deve aumentar em no mínimo 17,8%
Percentual de adultos que consomem frutas e hortaliças regularmente deve aumentar em no mínimo 17,8%
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
Índice de reajuste pode ser aplicado somente a partir da data de aniversário de cada contrato
Índice de reajuste pode ser aplicado somente a partir da data de aniversário de cada contrato
Arquivo/Agência Brasil

Governo digital