Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 12 > Brasil adota 4 calendários e diversas vacinas para imunizar cidadãos de todas as idades

Saúde

Brasil adota 4 calendários e diversas vacinas para imunizar cidadãos de todas as idades

por Portal Brasil publicado: 07/12/2011 19h26 última modificação: 28/07/2014 12h48

A vacina é a principal forma de combater as doenças imunopreveníveis e infecto-contagiosas. Para proteger a população dessas doenças, o Ministério da Saúde, por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI), disponibiliza diversos tipos de vacinas desde o nascimento até a terceira idade. Existem quatro calendários - da criança, do idoso, do adolescente e adulto e dos povos indígenas - com 13 vacinas consideradas de interesse prioritário à saúde pública do País.

Além da rotina que estão nos calendários, a população também é vacinada nas campanhas nacionais, que acontecem no País desde 1980. Em 2011 foram realizadas três campanhas: contra influenza, contra poliomielitee de seguimento contra o sarampo, com a imunização de quase 60 milhões de pessoas, entre crianças, adultos e idosos. 

Campanhas de Vacinação

As ações de vacinação contribuíram, de forma significativa, para manter a erradicação de algumas doença como a febre amarela e da varíola. Além disso, as campanhas já alcançam grande parte do País. Na última década, por exemplo, a campanha contra a poliomielite tem alcançado cerca de 95% de cobertura.

Outros dados que comprovam a adesão da população às ações de imunização são as informações sobre a vacinação, em que o Brasil alcança altas coberturas vacinais (poliomielite 97,8%, tríplice viral – sarampo, rubéola e caxumba 99,8%, hepatite B 95,6% e tetravalente – difteria, coqueluche, tétano, Hib 97,8%). Em 2010, foram vacinadas mais de 88 milhões de pessoas contra influenza A (H1N1) e, em 2011, 16,8 milhões de crianças de um a seis anos de idade. Ainda neste ano, foram introduzidas duas vacinas no calendário da criança: vacina anti-antipneumocócica 10 valente e a meningite C conjugada.

Dados preliminares já apontam que houve uma redução significativa do número de internações por pneumonia nos hospitais do Sistema Única de Saúde (SUS). Em 2011, além dos idosos, também foram incluídos na população alvo da campanha de vacinação contra influenza a população indígena, as gestantes e os trabalhadores de saúde.

De acordo com o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, "todo o investimento destinado pelo Ministério da Saúde ao Programa Nacional de Imunizações é amplamente recompensado pela redução do número de casos e de mortes associadas a essas doenças".

O calendário de vacinação do Ministério da Saúde tem como objetivo erradicar, eliminar e controlar as doenças imunopreveníveis no território nacional. Visando a manutenção da sustentabilidade do PNI e garantindo o abastecimento regular de todos os imunobiológicos disponibilizados nos calendários de vacinação do País, o Ministério da Saúde tem apoiado oComplexo Econômico e Industrial da Saúde, estimulando o desenvolvimento tecnológico, a inovação e a produção nacional, diminuindo a dependência do mercado externo e alavancando a competitividade da indústria, de acordo com as prioridades estabelecidas.

Os Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais (Crie), criados em 1993, com o objetivo de facilitar o acesso dos portadores de imunodeficiência congênita ou adquirida, e de outras condições especiais de morbidade, aos imunobiológicos especiais para prevenção das doenças relacionadas nos calendários de vacinação do Ministério da Saúde. Para saber como obter os imunobiológicos do Crie, acesse o site do Ministério da Saúde.

Fonte:
Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Campanha vai imunizar 47 milhões de crianças e adolescentes
Público-alvo da nova campanha de vacinação, que segue até 22 de setembro, compreende 47 milhões de crianças e adolescentes de até 15 anos
Ministério da Saúde vai destinar R$ 520 milhões para a compra de ambulâncias
O Ministério da Saúde liberou R$ 520 milhões para a compra de 6,5 mil ambulâncias que vão ser distribuídas para municípios de todo o País. Iniciativa vai reduzir a burocracia e facilitar o acesso dos municípios aos veículos
Instituto Nacional de Cardiologia realiza transplantes cardíacos em adultos e crianças
É o único hospital público a realizar transplantes cardíacos em adultos e crianças no estado do Rio de Janeiro
Público-alvo da nova campanha de vacinação, que segue até 22 de setembro, compreende 47 milhões de crianças e adolescentes de até 15 anos
Campanha vai imunizar 47 milhões de crianças e adolescentes
O Ministério da Saúde liberou R$ 520 milhões para  a compra de 6,5 mil ambulâncias que vão ser distribuídas para   municípios de todo o País. Iniciativa vai reduzir a burocracia e facilitar o acesso dos municípios aos veículos
Ministério da Saúde vai destinar R$ 520 milhões para a compra de ambulâncias
É o único hospital público a realizar transplantes cardíacos em adultos e crianças no estado do Rio de Janeiro
Instituto Nacional de Cardiologia realiza transplantes cardíacos em adultos e crianças

Últimas imagens

Nos locais onde há Centros de Apoio Psicossocial (CAPS), iniciativa do SUS, risco de suicídio reduz em até 14%
Nos locais onde há Centros de Apoio Psicossocial (CAPS), iniciativa do SUS, risco de suicídio reduz em até 14%
Arquivo/Agência Brasil
Recursos permitem custeio de procedimentos de atenção básica e de Média e Alta Complexidade
Recursos permitem custeio de procedimentos de atenção básica e de Média e Alta Complexidade
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília
Levetiracetam também será incorporado para tratar de pacientes com epilepsia mioclônica juvenil
Levetiracetam também será incorporado para tratar de pacientes com epilepsia mioclônica juvenil
Arquivo/Ministério da Saúde

Governo digital