Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 12 > Cenipa fará campanhas para inibir uso de laser contra pilotos de aviões

Saúde

Cenipa fará campanhas para inibir uso de laser contra pilotos de aviões

por Portal Brasil publicado: 28/12/2011 10h36 última modificação: 28/07/2014 12h48

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) desencadeará campanhas educativas e ações conjuntas para tentar inibir o aumento de casos de utilização de canetas laser verdes na direção de aeronaves que, por vezes, atingem os olhos dos pilotos causando a limitação de visão. Segundo o Cenipa, nos últimos três anos tem crescido as reclamações de pilotos atingidos por raio laser. Em 2011, o órgão registrou 250 casos, um aumento de quase quatro vezes se comparado aos números de 2010.

O Cenipa reconheceu, por meio da assessoria de imprensa, que dificilmente será possível detectar a autoria dessas iniciativas. Segundo o órgão, o objetivo é sensibilizar e buscar o apoio da população de cidades onde é maior o número de ocorrências. Para tanto, o Cenipa disponibilizará em sua página oficial na internet um formulário padrão para quem identificar os aeródromos onde a prática é mais frequente.

De posse dos dados, o centro pretende apresentar campanhas e ações conjuntas entre os órgãos da administração aeroportuária e as autoridades locais. Segundo a Aeronáutica, a utilização dessas canetas por adolescentes têm se espalhado pelo País. De acordo com o Cenipa, até novembro deste ano, foram relatados 38 casos em Londrina (PR), 36 no Rio de Janeiro (Galeão), 21 em Vitória (ES), 13 em Campinas (SP), 11 em João Pessoa (PB), nove em Navegantes (SC) e nove em Fortaleza (CE).

 

Fonte:
Agência Brasil

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mutirão já realizou mais de 33 mil cirurgias no país
O Ministério da Saúde está trabalhando para diminuir a espera por cirurgias eletivas, aquelas que não são emergências
Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
O Ministério da Saúde está trabalhando para diminuir a espera por cirurgias eletivas, aquelas que não são emergências
Mutirão já realizou mais de 33 mil cirurgias no país
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País

Últimas imagens

Soro
Divulgação/Prefeitura de Campo Verde (MT)
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde

Governo digital