Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 12 > Grandes eventos não impactam saúde das populações locais, diz OMS

Saúde

Grandes eventos não impactam saúde das populações locais, diz OMS

por Portal Brasil publicado: 12/12/2011 17h06 última modificação: 28/07/2014 12h48

O grande número de turistas estrangeiros e a movimentação de viajantes nacionais, durante eventos como a Copa do Mundo não causam grande impacto na saúde das populações locais. A conclusão é da Organização Mundial da Saúde (OMS) durante a 5ª reunião da Câmara Temática de Saúde.

"O acompanhamento começou na Copa da França, com o uso de monitores que forneciam informações sobre as ocorrências, e não foi notado nenhum grande impacto na comunidade local", disse a representante da OMS, Roberta Andraghetti. A atenção sobre o tema evoluiu com a realização dos eventos mundiais. "Em 2002, na Coreia, um sistema de vigilância foi montado nos departamentos de saúde e emergências. No Japão, também sem grandes impactos, o sistema ganhou uma versão online para o compartilhamento de informações", lembra.

Na Alemanha, houve um reforço no número de relatórios, que passaram a tratar também de ocorrências menores, e, na África do Sul, um aprimoramento dividiu a avaliação de riscos em duas áreas: laboratorial e clínica, com postos avançados em locais específicos das cidades-sede e em pontos de entrada. Segundo Andraghetti, nas duas ultimas edições, nenhum incidente foi relatado.

Planejamento

A representante da OMS ressaltou a importância, para que haja um legado positivo, de um planejamento antecipado, feito de forma universal. "É preciso levar em conta desde os pontos de entrada, a origem das populações que visitarão o país-sede, que doenças os acometem", enumera. A preparação na área da saúde para os grandes eventos traz efeitos positivos. "O legado positivo para o país que sedia o evento vem do esforço de planejamento, que aumenta a capacidade de atendimento dos sistemas de saúde pública", conclui.

 

Fonte:
Portal da Copa

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Fiocruz participa da Semana Nacional dos Museus com uma série de atividades
Museu da Vida da Fiocruz, no Rio de Janeiro, apresenta uma programação especial em homenagem à Semana Nacional dos Museus
Campanha do Ministério da Saúde incentiva a doação de leite materno
Ministério da Saúde lançou campanha para incentivar a doação de leite materno com slogan "Um pouquinho do que você doa, é tudo para quem precisa"
Governo decreta fim da Emergência Nacional para o vírus zika e microcefalia
Governo decretou fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional para o vírus zika e a microcefalia. Medida ocorre após queda na ocorrência dos casos do vírus no País.
Museu da Vida da Fiocruz, no Rio de Janeiro, apresenta uma programação especial em homenagem à Semana Nacional dos Museus
Fiocruz participa da Semana Nacional dos Museus com uma série de atividades
Ministério da Saúde lançou campanha para incentivar a doação de leite materno com slogan "Um pouquinho do que você doa, é tudo para quem precisa"
Campanha do Ministério da Saúde incentiva a doação de leite materno
Governo decretou fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional para o vírus zika e a microcefalia.  Medida ocorre após queda na ocorrência dos casos do vírus no País.
Governo decreta fim da Emergência Nacional para o vírus zika e microcefalia

Últimas imagens

Rótulos dos produtos divulgam falsas propriedades terapêuticas
Rótulos dos produtos divulgam falsas propriedades terapêuticas
Divulgação/EBC
Em 2016, os bancos de leite humano do País registraram mais de 300 atendimentos em grupos
Em 2016, os bancos de leite humano do País registraram mais de 300 atendimentos em grupos
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
Cannabis não foi reconhecida como planta medicinal pela Anvisa
Cannabis não foi reconhecida como planta medicinal pela Anvisa
Reprodução/TV Brasil
O Into é responsável por 72,3% das cirurgias de alta e média complexidade feitas na capital
O Into é responsável por 72,3% das cirurgias de alta e média complexidade feitas na capital
Divulgação/Ministério da Saúde

Governo digital