Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 12 > Índios do Vale do Javari são submetidos a exames de hepatite

Saúde

Índios do Vale do Javari são submetidos a exames de hepatite

por Portal Brasil publicado: 14/12/2011 15h30 última modificação: 28/07/2014 12h48

Começou na segunda-feira (12) e segue até o próximo dia 20 a realização de exames clínicos para a avaliação de indígenas portadores de hepatites assistidos pelo Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) Vale do Javari, no município de Atalaia do Norte (AM) – região de difícil acesso, próxima à fronteira com o Peru.

Esta é a terceira ação promovida este ano pela Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) do Ministério da Saúde, em parceria com o Instituto de Medicina Tropical do Amazonas, com o objetivo de identificar o estágio da doença e definir o tipo de tratamento específico para cada paciente.

Para a realização dos exames, aproximadamente 80 indígenas da etnia Kanamari estão sendo deslocados de suas aldeias, que ficam às margens do Rio Itaquaí, até a Casa de Apoio de Tabatinga.  Os  indígenas são submetidos a exames laboratoriais para a identificação de hepatites virais, além de teste rápido para HIV e sífilis, exames para a detecção de malária, testes clínicos de rotina e atualização do cartão de vacinação. A Casa de Apoio de Tabatinga é o local de acolhimento para o tratamento dos indígenas portadores de hepatites virais, que saem de suas aldeias para serem tratados e acompanhados por profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros e técnicos de patologia clínica. Dependendo de cada caso, o tempo de duração do tratamento pode chegar a um ano.

Este ano, o Dsei Vale do Javari promoveu outras duas ações para exames clínicos em indígenas da região, beneficiando 203 índios das etnias Matis, Mayoruna e Marubo. A primeira ação foi realizada em maio e atendeu a 98 índios. A segunda ocorreu em outubro e envolveu 105 indígenas.

Durante a realização dessa terceira etapa, os indígenas identificados como portadores de hepatites durante o primeiro e segundo manejo clínico serão reavaliados a fim de se verificar a evolução do tratamento e também identificar os indígenas aptos a receber alta e retornar as aldeias. Vale ressaltar que os indígenas que são submetidos aos exames na Casa de Tabatinga já participaram anteriormente de triagem sorológica nas aldeias e alguns foram identificados como suspeitos de serem portadores de hepatites B e D.

Com realização desse tipo de ação, o Ministério da Saúde espera reduzir a incidência de hepatites virais entre indígenas do Dsei Vale do Javari.

 

Fonte:
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento

Últimas imagens

Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Foto: Rodrigo Nunes/MS
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Arquivo/Ministério da Saúde
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Olival Santos/Governo de Alagoas
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Divulgação/Prefeitura de Itanhaém (SP)

Governo digital