Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 12 > Pacientes com próteses de silicone de empresa francesa devem passar por exames

Saúde

Pacientes com próteses de silicone de empresa francesa devem passar por exames

por Portal Brasil publicado: 27/12/2011 15h33 última modificação: 28/07/2014 12h48

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomenda que as pacientes com próteses de silicone de mama da empresa francesa Poly Implants Protheses (PIP) procurem seus médicos para passarem por exames e uma avaliação clínica. Cerca de 25 mil brasileiras implantaram próteses mamárias da marca.

Autoridades francesas aconselharam 30 mil mulheres a retirar os implantes, conforme informações da BBC Brasil. As cirurgias serão custeadas pelo governo francês. Na França, as autoridades suspeitam que o gel usado na fabricação da prótese era de má qualidade, aumentando a possibilidade de rompimento. Há suspeitas também que os implantes de silicone poderiam elevar a ocorrência de câncer - relação não confirmada.

O implante mamário preenchido de gel de alta coesividade (nome comercial), deixou de ser vendido no Brasil em abril de 2010 por determinação da Anvisa, com base em informações da agência francesa de segurança sanitária que identificou taxa elevada de ruptura dos implantes mamários da PIP.

Até o momento, a Anvisa não registrou problemas com os implantes nas brasileiras.

 

Fonte:
Agência Brasil

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Fiocruz participa da Semana Nacional dos Museus com uma série de atividades
Museu da Vida da Fiocruz, no Rio de Janeiro, apresenta uma programação especial em homenagem à Semana Nacional dos Museus
Campanha do Ministério da Saúde incentiva a doação de leite materno
Ministério da Saúde lançou campanha para incentivar a doação de leite materno com slogan "Um pouquinho do que você doa, é tudo para quem precisa"
Governo decreta fim da Emergência Nacional para o vírus zika e microcefalia
Governo decretou fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional para o vírus zika e a microcefalia. Medida ocorre após queda na ocorrência dos casos do vírus no País.
Museu da Vida da Fiocruz, no Rio de Janeiro, apresenta uma programação especial em homenagem à Semana Nacional dos Museus
Fiocruz participa da Semana Nacional dos Museus com uma série de atividades
Ministério da Saúde lançou campanha para incentivar a doação de leite materno com slogan "Um pouquinho do que você doa, é tudo para quem precisa"
Campanha do Ministério da Saúde incentiva a doação de leite materno
Governo decretou fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional para o vírus zika e a microcefalia.  Medida ocorre após queda na ocorrência dos casos do vírus no País.
Governo decreta fim da Emergência Nacional para o vírus zika e microcefalia

Últimas imagens

Glaucoma não tem cura, mas pode ser controlado com colírios ou cirurgia
Glaucoma não tem cura, mas pode ser controlado com colírios ou cirurgia
Divulgação/Governo do Espírito Santo
O laboratório público Bio-Manguinhos/Fiocruz produz cerca de 6 milhões de doses mensais da vacina
O laboratório público Bio-Manguinhos/Fiocruz produz cerca de 6 milhões de doses mensais da vacina
Divulgação/Ministério da Saúde
Percentual de adultos que consomem frutas e hortaliças regularmente deve aumentar em no mínimo 17,8%
Percentual de adultos que consomem frutas e hortaliças regularmente deve aumentar em no mínimo 17,8%
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
Índice de reajuste pode ser aplicado somente a partir da data de aniversário de cada contrato
Índice de reajuste pode ser aplicado somente a partir da data de aniversário de cada contrato
Arquivo/Agência Brasil
Produtos da Cosmed também são fabricados pela Brainfarma, responsável pela linha de produção
Produtos da Cosmed também são fabricados pela Brainfarma, responsável pela linha de produção
Divulgação/Ministério da Saúde

Governo digital