Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 12 > Plano de ação busca reduzir mortes prematuras

Saúde

Plano de ação busca reduzir mortes prematuras

por Portal Brasil publicado: 30/12/2011 17h25 última modificação: 28/07/2014 12h48

A partir de 2012, o Ministério da Saúde começa a monitorar as metas do Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT). O plano implementa uma série de ações para reduzir em 2% ao ano as mortes prematuras por enfermidades como câncer, doenças cerebrovasculares, hipertensão, doenças respiratórias e diabetes. No Brasil, as DCNT respondem por 72% das mortes, percentual que representa mais de 742 mil mortes por ano.

Entre as estratégias previstas para a década 2012-2022, estão as ações de vigilância, promoção e cuidado integral da saúde. Nesse processo, as medidas de prevenção se farão a partir dos fatores de risco que podem ser modificados e são comuns aos quatro grupos de DCNT que mais matam - doenças cardiovasculares (31,3%), câncer (16,2%), doenças respiratórias crônicas (5,8%) e diabetes mellitus (5,2%).  Além de reduzir o tabagismo, o consumo abusivo de álcool, a inatividade física e a alimentação não saudável, o plano também visa diminuir os índices de sobrepeso e obesidade.

Uma das ferramentas para estimular hábitos saudáveis é o Programa Academia da Saúde, que apoia e financia a construção de espaços públicos destinados à prática de atividades físicas e promoção de hábitos saudáveis, como a realização de oficinas, palestras e orientação nutricional à população. A meta do Ministério da Saúde é financiar a implantação, até 2014. Apenas em 2011, o programa superou as metas, com a seleção de 1.828 municípios que se cadastraram para aderir ao programa, perfazendo cerca de dois mil polos.

 

Fonte:
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento

Últimas imagens

Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Foto: Rodrigo Nunes/MS
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Arquivo/Ministério da Saúde
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Olival Santos/Governo de Alagoas
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Divulgação/Prefeitura de Itanhaém (SP)

Governo digital