Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 12 > Rio de Janeiro recebe lanchas para fiscalização de infrações ambientais

Saúde

Rio de Janeiro recebe lanchas para fiscalização de infrações ambientais

por Portal Brasil publicado: 06/12/2011 10h55 última modificação: 28/07/2014 12h48

O Ministério da Pesca doou, nesta segunda-feira (5), 14 lanchas para fiscalizar as infrações ambientais, como a pesca predatória e vazamentos de óleo, na costa do Rio de Janeiro. A Marinha recebeu 11 lanchas, o Instituto Estadual de Ambiente do Rio de Janeiro (Inea) recebeu duas e a última lancha foi para o Instituto Nacional do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama).

O ministro da Pesca, Luiz Sérgio, disse que o trabalho de fiscalização de combate às ações de pesca predatória são feitas pelos órgãos federais em conjunto com o Inea, por isso as doações ao órgão estadual. "Aqui no Rio de Janeiro, a atividade relativa à pesca é uma ação conjunta com o Inea. Então, junto com outros órgãos como o Ibama, a Marinha e a Capitania dos Portos, vamos convergir esforços utilizando esses equipamentos públicos de excelente capacidade de trabalho”.

De acordo com o secretário do Ambiente do Rio de Janeiro, Carlos Minc, a doação vai ajudar o Inea, já que em algumas ações de combate contra infrações, o órgão tem dificuldades de acesso. "Muitas vezes nós nos associamos ao Ibama para fazer ações de pesca predatória. O que no caso é em alto mar e não temos condições, não temos equipamento”.

Minc disse ainda que o número crescente de empresas se instalando no estado, faz com que aumente o risco de irregularidades ambientais. “Muitos barcos, petroleiros e navios estão aumentando suas produções. Além disso, temos as siderúrgicas e portos. Então, muitas vezes os barcos trocam a água de lavagem de lastro, poluem as baías. E a gente não está tendo como fiscalizar”.


Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Divulgação/EBC
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Divulgação/Ministério da Saúde
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Arquivo/Anvisa
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Divulgação/Governo do Paraná

Governo digital