Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 12 > Saúde libera mais R$ 2,2 milhões para saúde bucal em 14 estados

Saúde

Saúde libera mais R$ 2,2 milhões para saúde bucal em 14 estados

por Portal Brasil publicado: 22/12/2011 18h52 última modificação: 28/07/2014 12h48

O Ministério da Saúde liberou mais R$ 2,2 milhões para construção de 43 novos Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs), que vão reforçar a assistência odontológica em 14 estados.Os centros fazem parte do Programa Brasil Sorridente, do Ministério da Saúde, e são uma iniciativa do governo federal para oferecer saúde bucal de qualidade à população.

Os recursos deverão ser aplicados na construção de CEOs de diferentes portes. O incentivo para implantação varia de acordo com o tamanho de cadaunidade,sendo R$ 40 mil para CEO com até três cadeiras odontológicas (Tipo I), R$ 50 mil para aquelas entre quatro e seis cadeiras (Tipo II) e R$80 mil reais para CEO com mais de sete cadeiras (Tipo III).

Os CEOs, criados em 2004, oferecem serviços como tratamento endodôntico (canal), atendimento a pacientes com necessidades especiais, cirurgia oral menor, periodontia e diagnóstico (com ênfase ao diagnóstico de câncer de boca), entre outros. 

Em 2010, foram feitos 25 milhões de procedimentos especializados nos centros. Além disso, desde março deste ano, os CEOs também podem ofertar colocação de aparelhos e implantes. Atualmente,são 878 centros em funcionamento no País.

 

Fonte:
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Arquivo/Anvisa
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Divulgação/Governo do Paraná
Vacinação de rotina para febre amarela é ofertada em 19 estados, e de forma escalonada no RJ e ES
Vacinação de rotina para febre amarela é ofertada em 19 estados, e de forma escalonada no RJ e ES
Naftali Emídio/Pref. do Cabo de Santo Agostinho
Profissionais devem escolher município de atuação até quinta-feira (16)
Profissionais devem escolher município de atuação até quinta-feira (16)
Pei Fon/Prefeitura de Maceió

Governo digital