Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 01 > Alimentos contaminados pelas águas das enchentes causam doenças

Saúde

Alimentos contaminados pelas águas das enchentes causam doenças

por Portal Brasil publicado: 09/01/2012 19h18 última modificação: 29/07/2014 09h10

O cuidado com a alimentação é uma das principais medidas para proteger a saúde depois da ocorrência de enchentes. Consumir alimentos que entraram em contato com a água ou a lama da enchente pode causar doenças e até mesmo levar à morte. O Ministério da Saúde informou que é preciso selecionar os alimentos que podem ser ingeridos, descartando os que possam colocar em risco a saúde e a vida das pessoas.

Segundo o ministério, durante as enchentes, deve-se dar preferência a alimentos não-perecíveis e evitar legumes, verduras e carnes, que possam ter sido contaminados. Além disso, é importante selecionar, entre os alimentos disponíveis, aqueles que estão apropriados para o consumo. Todos os alimentos que estiverem com cheiro, cor e aspecto fora do normal – úmidos, mofados, murchos – devem ser descartados. Mesmo os alimentos em embalagens de plástico lacradas, mas que tiveram contato com água de enchente, devem ser jogados fora. O mesmo se aplica aos que estiverem acondicionados em latas amassadas, enferrujadas ou semi-abertas.

As frutas, legumes e verduras que tiverem entrado em contato com a água da enchente devem necessariamente ser descartados. Os que ficaram fora do alcance dessa água, apesar de pouco recomendados ao consumo – por serem alimentos perecíveis, suscetíveis ao apodrecimento e à proliferação de microorganismos –, podem ser aproveitados, desde que sejam desinfetados antes.

Para mais informações sobre os procedimentos de limpeza dos alimentos acesse o site do Ministério da Saúde.

 

Fonte:
Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Ministério da Saúde garante que não faltará vacina de febre amarela
A pasta atualizou os dados sobre os casos de febre amarela registrados no País e garantiu que não vai faltar vacina para imunização
Secretária fala sobre aborto e tratamento das mulheres nos hospitais públicos
Fátima Pelaes detalha ações do governo para o tratamento das mulheres em hospitais públicos e planejamento familiar
Entenda o que é a dose fracionada da vacina contra febre amarela
População de municípios de São Paulo, Rio e Bahia vai receber a dose fracionada da vacina, por decisão do Ministério da Saúde
A pasta atualizou os dados sobre os casos de febre amarela registrados no País e garantiu que não vai faltar vacina para imunização
Ministério da Saúde garante que não faltará vacina de febre amarela
Fátima Pelaes detalha ações do governo para o tratamento das mulheres em hospitais públicos e planejamento familiar
Secretária fala sobre aborto e tratamento das mulheres nos hospitais públicos
População de municípios de São Paulo, Rio e Bahia vai receber a dose fracionada da vacina, por decisão do Ministério da Saúde
Entenda o que é a dose fracionada da vacina contra febre amarela

Últimas imagens

Redução é acompanhada do aumento das inciativas do Ministério da Saúde para intensificar os trabalhos de combate ao mosquito Aedes aegypti
Redução é acompanhada do aumento das inciativas do Ministério da Saúde para intensificar os trabalhos de combate ao mosquito Aedes aegypti
Foto: Andre Borges/Agência Brasília
Kits contêm 30 tipos de medicamentos e 18 tipos de insumos
Kits contêm 30 tipos de medicamentos e 18 tipos de insumos
Arquivo/EBC

Governo digital